Circuito Universitário da Bienal de Curitiba
PDF

Palavras-chave

CUBIC
Bienal de Curitiba
Redes de arte
Arqueologia
Arte universitária

Como Citar

LUZ, A. Circuito Universitário da Bienal de Curitiba: arqueologia de uma rede de resistência para a arte atual. Encontro de História da Arte, Campinas, SP, n. 16, p. 130–140, 2023. DOI: 10.20396/eha.16.2022.4985. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/eventos/index.php/eha/article/view/4985. Acesso em: 29 fev. 2024.

Resumo

Este texto aborda um estudo de caso do Circuito Universitário da Bienal de Curitiba (CUBIC), uma rede de arte universitária vinculada à Bienal, nas suas quatro primeiras edições entre 2013 e 2019, a partir de uma arqueologia e uma analogia crítica. Apresenta-se a história do circuito, os procedimentos e estratégias que o levaram a ser um dos eventos recentes mais importantes para a arte contemporânea na cidade e na região sul do Brasil, ganhando vulto e relevância próprios diante do evento hospedeiro maior e conectando países do eixo Mercosul. A metodologia da pesquisa aponta a utilização das teorias de Didi-Huberman no estudo das lacunas como método arqueológico e de transposição conceitual para o estudo do CUBIC como uma rede heterotópica  de arte institucional. E por último é feita uma relação entre o CUBIC e as JAC´S de Walter Zanini (1967-1974), apontando o modelo de arte em rede em contextos universitários como uma importante forma de resistência para momentos de crise cultural e repressão da extrema direita no país.

https://doi.org/10.20396/eha.16.2022.4985
PDF

Referências

BALDINI, Isis; GROSSMANN, Martin; PRADO, Pamela; SPRICIGO, Vinicius. Walter Zanini e a formação de um sistema de arte contemporânea no Brasil. Revista Estudos Avançados, Volume: 32, Issue: 93, Publicado em: 2018. Disponível em: https://www.scielo.br/j/ea/i/2018.v32n93/ Acesso em 15/12/2022.

BIBLIOTECA LOURIVAL GOMES MACHADO. JAC - Jovem Arte Contemporânea: catálogos. São Paulo, 2020. Disponível em: http://www.mac.usp.br/mac/conteudo/biblioteca/jac.asp Acesso em: 15/12/2022.

BIENARSKI, Aline Luize. As fronteiras da Bienal de Curitiba: exposição, instituição e diplomacia cultural (2019-2020). / Aline Luize Biernaski. – Curitiba, 2021.

DERRIDA, Jacques. Mal de arquivo: uma impressão Freudiana / Jacques Derrida; tradução, Claudia de Moraes Rego. Rio de Janeiro: Relume Dumará, 2001.

DIDI-HUBERMAN, G. Diante do tempo: história da arte e anacronismo das imagens / Georges Didi-Huberman; tradução Vera Casa Nova, Márcia Arbex. - Belo Horizonte: Editora UFMG, 2015.

DIDI-HUBERMAN, G. Quando as imagens tocam o real. PÓS: Revista do Programa de Pós-graduação em Artes da EBA/UFMG, [S. l.], p. 206–219, 2012. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/revistapos/article/view/15454.

FETTER, Bruna W. Narrativas conflitantes e convergentes: as feiras nos ecossistemas contemporâneos da arte.' 28/10/2016 380 f. Doutorado em ARTES VISUAIS Instituição de Ensino: UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL, Porto Alegre Biblioteca Depositária: Instituto de Artes.

FOUCAULT, Michel. O corpo utópico, as heterotopias / Michel Foucault; posfácio de Daniel Defert; tradução Salma Tannus Muchail. São Paulo: n-1 edições, 2013.

FOUCAULT, Michel. A Arqueologia do Saber. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2009.

FOSTER, Hal. O artista como etnógrafo. Arte & Ensaios n 12, Rio de Janeiro, Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais/Escola de Belas Artes, UFRJ, 2005.

MOREIRA, Rafael. SPADA, Lincoln. O Fim do Ministério da Cultura: Reflexões sobre as Políticas Culturais na Era Pós-MinC. São Paulo: Imaginário Coletivo, 2022.

MOMBAÇA, Jota. A plantação cognitiva. Arte e descolonização: MASP AFTERALL. São Paulo: 2021. Disponível em: https://masp.org.br/arte-e-descolonizacao Acesso em 15/12/2022.

SOMMER, Michele F. Teoria (provisória) das exposições de arte contemporânea / Michelle Farias Sommer. -- 2016. 250 f. Tese (Doutorado) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Instituto de Artes, Programa de Pós- -Graduação em Artes Visuais, Porto Alegre, BR-RS, 2016.

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2023 Angelo Luz

Downloads

Não há dados estatísticos.