A perspectiva do patrimônio no samba como pensamento político e educação para formação de identidade e ocupação dos espaços
PDF

Palavras-chave

Samba
Rio de Janeiro
Patrimônio
Educação
Identidade

Como Citar

CARVALHO, C. J. de. A perspectiva do patrimônio no samba como pensamento político e educação para formação de identidade e ocupação dos espaços. Encontro de História da Arte, Campinas, SP, n. 16, p. 54–64, 2023. DOI: 10.20396/eha.16.2022.4966. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/eventos/index.php/eha/article/view/4966. Acesso em: 29 fev. 2024.

Resumo

A pesquisa tem como foco central o samba, na perspectiva do patrimônio cultural e da produção de redes educativas, tomando como referência sua inscrição no Livro de Registro do Instituto do Patrimônio Artístico Nacional/IPHAN, em 2007, solicitado pelo Centro Cultural Cartola. Acerca do objeto de pesquisa, são abordados e estudados os conceitos de identidades, ancestralidade, territorialidade, patrimônio e educação emancipatória. Esses conceitos dialogam, intimamente, com o samba e seus sujeitos. Devido à sua imaterialidade, o samba apresenta uma dinâmica de ocupação, resistência e estratégia política, tanto de sobrevivência às ausências de políticas públicas, quanto de reinvenção dos cenários cotidianos. Neste sentido, a Lei 10.639/03 que deve garantir a práxis da cultura afro-brasileira nas escolas, apresenta dificuldades na sua funcionalidade. Logo, se a escola não consegue ser o principal espaço de debate como se dá a construção destas identidades? Buscamos investigar o processo epistemológico, de formação identitária e tessitura de saberes/conhecimentos a partir das trocas fomentadas pela festa do samba.

https://doi.org/10.20396/eha.16.2022.4966
PDF

Referências

AMÉRICO, Ekaterina Vólkova. O conceito de fronteira na semiótica de Iúri Lotmam. Bakhtiniana, São Paulo, 12 (1): 5-20, Jan./Abril. 2017

ABREU, Regina. Patrimônio Cultural: tensões e disputas no contexto de uma nova ordem discursiva. In: LIMA FILHO, Manuel Ferreira; ECKERT, Cornélia; BELTRÃO, Jane. (Org.). Antropologia e Patrimônio Cultural - Diálogos Contemporâneos. Blumenau: Nova Letra, 2007, v.1, p.263-287.

BURKE, Peter. Cultura popular na Idade Moderna. Trad. Denise Bottmann. 2. ed. São Paulo: Companhia das Letras, 1989.

CASTRO, Maria Laura V. Patrimônio imaterial no Brasil. Brasília: UNESCO, Educarte, 2008.

CERTEAU, Michel de. A Escrita da História. Rio de Janeiro: Forense-Universitária, 1982.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

HALL, Stuart. Identidade cultural e diáspora. In: Revista do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional. Rio de Janeiro, IPHAN, 1996.

LARAIA, Roque de Barros. 1932 - Um conceito antropológico/Roque de Barros Laraia. 14 ed. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2001.

LOPES, Nei; SIMAS, Luis Antônio. Dicionário da história social do samba. 8 edição. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2021.

LOPES, Nei. Sambeabá: O samba que não se aprende na escola. Ilustrações de Cássio Loredano. Rio de Janeiro: Casa da Palavra: Folha Seca, 2003.

NORA, Pierre. Entre memória e história: a problemática dos lugares. Revista Projeto História. Tradução: Yara Aun Khoury. São Paulo: PUC, Dez, 1993.

RIO, João do. A alma encantadora das ruas: crônicas / João do Rio; organização Raul Antelo. – São Paulo: Companhia das Letras, 2008.

SANFILIPPO, Lucio Bernard. Agueré: caminhos de transbordamento na afro-diáspora. 2016. 117 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de janeiro, 2016. Disponível em: https://www.bdtd.uerj.br:8443/handle/1/10687. Acesso em 13/07/2022.

SANTOS, Milton. A natureza do espaço – Técnica e tempo. Razão e emoção. São Paulo: Hucitec, 1996.

SETTON, Maria da Graça J. A socialização como fato social total: notas introdutórias sobre a teoria do habitus. Revista Brasileira de Educação, v. 14 n. 41 maio/ago. 2009.

SILVA, Marília T. B.; OLIVEIRA FILHO, A. L. Silas de Oliveira: do jongo ao samba-enredo. Rio de Janeiro, FUNARTE, 1981.

SODRÉ, Muniz. Samba, o dono do corpo. 2.ed. Rio de Janeiro: Mauad, 1998.

THOMPSON, Edward P. “Folclore, antropologia e história social”. In: As peculiaridades dos ingleses e outros artigos. Campinas: Editora da Unicamp, 2001.

VAZ, Beatriz Accioly. Quilombos e patrimônio cultural: reflexões sobre direitos e práticas no campo do patrimônio. Dissertação (Mestrado em Preservação do Patrimônio Cultural) – IPHAN, Rio de Janeiro, 2014.

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2023 ConfiguraçõesCleivison Jesus de Carvalho

Downloads

Não há dados estatísticos.