Em busca da flâneuse
PDF

Palavras-chave

Flâneuse
Fotografia
Mulheres
Urbano

Como Citar

NUNES, T. Em busca da flâneuse: mulheres que perambulam a cidade. Encontro de História da Arte, Campinas, SP, n. 13, p. 870–878, 2018. DOI: 10.20396/eha.13.2018.4612. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/eventos/index.php/eha/article/view/4612. Acesso em: 26 fev. 2024.

Resumo

O conceito do caminhante observador da vida nas ruas foi inaugurado pelo poeta francês Charles Baudelaire. Seja na figura de seu pintor favorito, o amigo Constantin Guys, seja como uma extensão de si mesmo, seu flâneur era um esteta e um dândi, perambulando pelas ruas, notando grafites nos muros, propagandas nos postes, ouvindo trechos de conversa dos passantes, à procura de poesias visuais. Sua caminhada pela cidade o ajuda a refletir sobre o que vê, transpondo isso para a arte. O constructo dessa figura desenvolveu-se como um paradigma da arte moderna - um sujeito distanciado, mas capaz de perceber e mediar o núcleo da modernidade. 

https://doi.org/10.20396/eha.13.2018.4612
PDF

Referências

BASHKIRTSEFF, Marie. Diário de Marie Bashkirtseff. Porto Alegre: Edições Globo, 1943.

BASHKIRTSEFF, Marie. I Am the Most Interesting Book of All: The Diary of Marie Bashkirtseff Vol 1. Publisher: Chronicle Books, 1997.

ELKIN, Lauren. Flâneuse. Women walk the City in Paris, New York, Tokyo, Venice and London. London: Vintage, 2017.

GAGNEBIN, Jeanne Marie. Baudelaire, Benjamin e o moderno. In: GAGNEBIN, Jeanne Marie. Sete aulas sobre linguagem, memória e história. Rio de Janeiro: Imago, 1997, p.139 - 154.

KLINGER, Diana. Escritas de si, escritas do outro: o retorno do autor e a virada etnográfica. Rio de Janeiro: 7 Letras, 2012.

PARSONS, Deborah. Streetwalking the Metropolis: Women, the City and Modernit. New York: Oxford University Press, 2000.

POLLOCK, Griselda. Visions & Difference: Femininity, Feminism and the Histories of Art. London and New York: Routledge, 1988.

POLLOCK, Griselda. A modernidade e os espaços da feminilidade. In: MACEDO, Ana Gabriela; RAYNER, Francesca (Orgs.). Género, cultura visual e performance. Antologia Crítica. Minho: Edições Húmus, 2011.

SOLNIT, Rebecca. A História do Caminhar. Martins Fontes, 2016.

WOLFF, Janet. Invisible Flaneuse: Women and the Literature of Modernity. London and New York: Routledge, 1985.

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2018 Thiane Nunes

Downloads

Não há dados estatísticos.