Narrativas e práticas das artes aplicadas no Brasil
PDF

Palavras-chave

Bramante Buffoni
Artes aplicadas
Publicidade
Design gráfico

Como Citar

FREITAS, P. M. S. Narrativas e práticas das artes aplicadas no Brasil: o caso de Bramante Buffoni. Encontro de História da Arte, Campinas, SP, n. 13, p. 710–719, 2018. DOI: 10.20396/eha.13.2018.4592. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/eventos/index.php/eha/article/view/4592. Acesso em: 26 fev. 2024.

Resumo

Este artigo tratará das narrativas e práticas de artes aplicadas no Brasil nas décadas de 1940 e 1950, tendo como ponto de partida o caso do pintor italiano Bramante Buffoni. Buffoni imigrou para o Brasil em 1953, vindo de Milão, onde trabalhava com design gráfico e publicidade. O artista veio ao Brasil com um plano inicial de permanecer apenas um ano, mas encontrou aqui boas oportunidades de trabalho, que o fizeram permanecer até o ano de sua morte, em 1989.

https://doi.org/10.20396/eha.13.2018.4592
PDF

Referências

ALEIXO, Cynthia Augusta Poleto. Edifícios e galerias comerciais: arquitetura e comércio na cidade de São Paulo, anos 50 e 60. 2005. Dissertação (Mestrado em Tecnologia do Ambiente Construído) - Escola de Engenharia de São Carlos, Universidade de São Paulo, São Carlos, 2005.

ALMEIDA, Paulo Mendes de. De Anita ao museu. São Paulo: Perspectiva: 1976.

LEON, Ethel. IAC: primeira escola de design do Brasil. 1. ed. São Paulo: Blucher, 2014. 148p.

FABRIS, Annateresa. Cândido Portinari. São Paulo: Edusp, 1996.

FERNANDES, Fernanda. A Síntese das Artes e a Moderna Arquitetura Brasileira dos anos 1950. Cadernos de Pós-Graduação da UNICAMP, v. 8, p. 71-78, 2006.

FREITAS, P. M. S.. "O Grupo Santa Helena e o universo industrial paulista (1930-1970)". In: VII Encontro de História da Arte, 2011. Atas do VII Encontro de História da Arte, v. 1. p. 366-377.

FREITAS, P. M. S.. “Panorama das artes decorativas entre 1950 e 1960”. ARTIS - Instituto de História da Arte, Faculdade de Letras, Universidade de Lisboa, Portugal, v. 1, p. 161-172, 2015. ISSN 2183-7082.

FREITAS, P. M. S.. “Muralismo em São Paulo na década de 1950: dois painéis de Cândido Portinari”. Revista de História da Arte e Arqueologia, v. 22, p. 83-104, 2014. ISSN 1413-0874.

GOLAN, Romy. Muralnomad: the paradox of wall painting, Europe 1927-1957. New Haven: Yale University Press, c2009, p. 38.

LÉGER, F. Funções da pintura. Tradução de Eduardo Brandão. São Paulo: Nobel, 1989 (3a edição).

MAGALHAES, A. G.. A narrativa de arte moderna no Brasil e as coleções Matarazzo, MAC USP. Revista Museologia & Interdisciplinaridade, v. 1, 2012.

PEDROSA, Mário. Acadêmicos e modernos: textos escolhidos III. Organização Otília Beatriz Fiori Arantes. São Paulo: Edusp, 1998.

PEDROSA, Mário. Dos murais de Portinari aos espaços de Brasília. Org. Aracy Amaral. São Paulo: Perspectiva, 1981.

PENACCHI, Valério. Fulvio Pennacchi: pintura mural. São Paulo: Metalivros, 2002.

SEGRE, Roberto. Ministério da educação e saúde: ícone urbano da modernidade brasileira (1935-1945). 1 ed. São Paulo: Romano Guerra, 2013. 544 p.

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2018 Patrícia Martins Santos Freitas

Downloads

Não há dados estatísticos.