Entre o abstracionismo geométrico e a figuração
PDF

Palavras-chave

Neusa d’Arcanchy
Geometria
Figuração
Abstracionismo

Como Citar

IMPARATO, M. N. S. Entre o abstracionismo geométrico e a figuração: uma catalogação do acervo de Neusa d’Arcanchy. Encontro de História da Arte, Campinas, SP, n. 13, p. 603–610, 2018. DOI: 10.20396/eha.13.2018.4577. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/eventos/index.php/eha/article/view/4577. Acesso em: 26 fev. 2024.

Resumo

Por meio da investigação de fontes primárias, organização e análise das obras de Neusa d’Arcanchy, esta pesquisa foi resultado de um primeiro esforço de catalogação dos trabalhos da artista carioca estabelecida em Brasília. Nela foram abarcadas pinturas, desenhos, serigrafias e gravuras, embora ainda integrem a produção cerâmicas de pequenas dimensões e objetos. Na metade dos anos 1970, a artista se transferiu para a capital federal, depois de ter sido aluna de grandes nomes da arte brasileira como Iberê Camargo e Abelardo Zaluar. O Dicionário das Artes Plásticas no Brasil, de Roberto Pontual, dedica um ver-bete à artista. Participou de importantes circuitos nacionais e internacionais, com destaque para a Bienal Internacional de São Paulo de 1973, a Pré-Bienal de São Paulo em 1970 e o Salão Nacional de Arte Moderna do Rio de Janeiro, em 1969, 1971 e 1973. Seus trabalhos também figuraram em mostras e exposições indi-viduais na Europa. Apesar de sua significativa presença no cenário artístico durante os anos 1960 e meados dos anos 1970 (período de mais intensa produção por parte de d’Arcanchy), ainda não há estudos que ana-lisem sua obra. Diante disso, foi elaborado um catálogo das obras pertencentes ao acervo particular da artista, atualmente em Brasília, bem como uma leitura crítica inicial visando minimizar a lacuna existente na produção bibliográfica brasileira acerca de sua obra.

https://doi.org/10.20396/eha.13.2018.4577
PDF

Referências

ALVARADO, Daisy Valle Machado Peccinini de. Figurações Brasil anos 60: neofigurações fantásticas e neosurrealismo, novo realismo e nova objetividade. São Paulo: Itaú Cultural: Edusp, 1999.

LUZ, Angela Âncora da. A construção do desenho e da cor em Abelardo Zaluar: décadas de 1950-1960. Anais do XXV Colóquio do Comitê Brasileiro de História da Arte. Belo Horizonte: C/Arte, 2006.

PONTUAL, Roberto. Dicionário das Artes Plásticas no Brasil. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1969.

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2018 Marcella Nicoli Sousa Imparato

Downloads

Não há dados estatísticos.