Maria Martins, "A Adúltera"
PDF

Palavras-chave

Maria Martins
Minas Gerais

Como Citar

CASTRO, D. da S. Maria Martins, "A Adúltera". Encontro de História da Arte, Campinas, SP, n. 13, p. 316–321, 2018. DOI: 10.20396/eha.13.2018.4384. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/eventos/index.php/eha/article/view/4384. Acesso em: 26 fev. 2024.

Resumo

Nasce em Campanha no sul de Minas Gerais Maria de Lourdes, bem nascida e com sobrenome de peso. Por parte de mãe, Fernandina, descendia dos Farias, e já seu pai, João Luis Alves era político, mas também jurista e escritor. Em seu registro de nascimento, lavrado em 1894, figura, em letra caprichada, a assinatura de Euclides da Cunha, o futuro autor de Os sertões. Esses dados de parentesco, bem como as relações sociais que dali se pode depreender, ajudam a situar essa criança, que diferente de uma parcela significativa da população da época - marcada por um momento de pós-abolição e de uma incipiente República -, tinha sua origem ligada à uma família abastada mineira, que poderia lhe garantir um futuro promissor, conforme as expectativas para uma mulher de seu tempo, entre elas, um bom casamento que perpetuasse o lastro social de seu sobrenome ligado a outro igualmente tradicional. 

https://doi.org/10.20396/eha.13.2018.4384
PDF

Referências

ANDRADE, Marcos Ferreira. Elites Regionais e a Formação do Estado Imperial Brasileiro. Minas Gerais. Campanha da Princesa (1799-1850). Rio de Janeiro, editora Fino Traço, 2014.

ARQUIVO DA SECRETARIA DE CULTURA da cidade de Campanha.

CALLADO, Ana Arruda. Recife: Maria Martins. Editora Gryphus, 2004.

Cf. GELL, Alfred. Arte e Agência. São Paulo: Editora UBU, 2018.

CERCHIARO, Marina Mazze. Escultoras dos Trópicos, participações e relações de gênero nas bienais de São Paulo (1951-1965). Tese de doutorado em andamento pelo PPG em Estética e História da Arte do MAC - USP. Pesquisa apresentada no XXXVIII Colóquio Brasileiro de História da Arte - Arte & erotismo: prazer e transgressão na história da arte; organizada pelas professoras Ana Magalhães, Letícia Squeff e Valéria Piccoli.

COSAC, Charles; MELLO, Vicente. São Paulo. Maria Martins. Editora Cosac Naify, 2010.

NOCHLIN, Linda. Por que no han existido grandes artistas mujeres? Tradução para Espanhol: Ana María García Kobeh, Crítica feminista en la teoría e historia del arte, Universidad Iberoamericana (Cdmx), Programa Universitario de Estudios de Género de la Unam, Conaculta-Fonca, Curare, 2001, pp. 17-44.

SIMIONI, Ana Paula Cavalcanti. As mulheres artistas e os silêncios da história: a história da arte e suas exclusões. Revista Labrys, estudos feministas. Ed.: Janeiro/Junho 2007.

VISTA DA EXPOSIÇÃO MARIA MARTINS. METAMORFOSES / Views of the exhibition Maria Martins: Metamorphoses, MAM, São Paulo, 2013.

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2018 Diego da Silva Castro

Downloads

Não há dados estatísticos.