Uma encomenda para Mark Rotho
PDF

Palavras-chave

Mark Rotho
Expressionismo abstrato
Liberdade artística
Pós-guerra

Como Citar

SILVA, C. de O.; ROCHA, J. M. F. da. Uma encomenda para Mark Rotho: o caminho assombroso da liberdade artística. Encontro de História da Arte, Campinas, SP, n. 13, p. 257–264, 2018. DOI: 10.20396/eha.13.2018.4348. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/eventos/index.php/eha/article/view/4348. Acesso em: 26 fev. 2024.

Resumo

Este artigo parte da obra e vida do pintor Mark Rothko – um dos expoentes do expressionismo abstrato – para discutir questões referentes à liberdade de criação do artista, levando em consideração a sua estética e crítica imbricada em ideias sobre a utilidade da pintura. Sua origem letã e judaica, e posteriormente sua naturalização como cidadão americano, pretende dizer muito sobre sua inserção no mercado de arte da época. A admiração por Nietzsche contribuiu para a reformulação de seus objetivos artísticos que, até então, prestavam serviço ao alívio de um vazio fundamental do homem moderno. O suicídio motivado pela depressão e a inconformidade com os rumos da arte e do homem poderia ser interpretado como uma alternativa possível à liberdade artística?

https://doi.org/10.20396/eha.13.2018.4348
PDF

Referências

ARGAN, Giulio Carlo. Arte Moderna – do Iluminismo aos Movimentos Contemporâneos. São Paulo: Companhia das Letras, 1992.

COLI, Jorge. O que é arte. São Paulo: Brasiliense, 2006.

FATOS DESCONHECIDOS. Por que algumas obras de arte valem tanto? 22 jun. 2017. Disponível em http://www.fatosdesconhecidos.com.br/por-que-algumas obras-de-arte-valem-tanto/. Acesso em 26 jun. 2017, 11:45:20.

GONÇALVES, R. Clement Greenberg, o Expressionismo Abstrato e a crítica de arte durante a Guerra Fria. In: Cultura Visual, n. 19, julho/2013, Salvador: EDUFBA, p. 101-114.

HEGEL, GEORGE W. F. Fenomenologia do Espírito - Parte I. Petrópolis: Vozes, 1992.

HEGEL, GEORGE W. F. Estética, textos seletos. São Paulo: Ícone, 2012.

KIERKEGAARD, Sören. O Desespero Humano (Doença até a morte). Coleção Os Pensadores. Rio de Janeiro: Abril Cultural, 1988. Disponível em http://www.ufsj.edu.b r/portal2-repositorio/File/revistaestudosfilosoficos/res1 rev2.pdf. Acesso em 19 jun. 2017, 10:33:25.

MARK, Rothko. The Artist’s Reality: Philosofies of Art. New Heaven: Yale University Press, 2006.

NATIONAL GALLERY OF ART. Mark Rothko: Seagram Murals. 2001-2012. Disponível em https://www.nga.gov/collection/rothko.shtm. Acesso em 19 jun. 2017, 13:30:15.

POWER of art. Direção: Simon Schama. Produção: Gemma Ryan. BBC, 2006.

RIBEIRO, Fernando J. Armando. A constituição do estado no pensamento de Hegel. Revista Faculdade de Direito URMG, Belo Horizonte, n.55, p.11-32, jul/dez. 2009.

TATSCH, Flávia Galli. Café Filosófico: Liberdade e criação artística – mercado e gosto. Instituto CPFL. Produção Executiva: Mario Palermo. Programa exibido em 11 jun. 2017. Disponível em https://www.youtube.com/watch v=3j8DHmyJoT8. . Acesso em 12 jun. 2017, 10:00:20.

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2018 Carolina de Oliveira Silva e José Márcio Ferreira da Rocha

Downloads

Não há dados estatísticos.