A iconografia do corpo
PDF

Palavras-chave

Nu feminino
Corpo
Iconografia
Baptista da Costa

Como Citar

OLIVEIRA, B. M. de. A iconografia do corpo: os nus femininos de Baptista da Costa. Encontro de História da Arte, Campinas, SP, n. 13, p. 217–225, 2018. DOI: 10.20396/eha.13.2018.4342. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/eventos/index.php/eha/article/view/4342. Acesso em: 25 fev. 2024.

Resumo

Esse trabalho parte da análise de uma obra localizada no Museu Mariano Procópio, um nu feminino que não possui título ou data, realizada pelo artista Baptista da Costa (1865-1926) conhecido pela crítica como um exímio pintor de paisagem. A partir de um nu poderíamos pensar a produção desse artista, sob um ponto de vista diferente, como desvio de leitura da sua produção.

https://doi.org/10.20396/eha.13.2018.4342
PDF

Referências

BATISTA, Stephanie Dahn. O corpo falante: as inscrições discursivas do corpo na pintura acadêmica brasileira do século XIX. Tese de Doutorado em História – Universidade Federal do Paraná. Curitiba, 2011.

BELAS ARTES. O SALÃO DE 1922. O Jornal, Rio de Janeiro, 21 nov. 1922.

CLARK, Kenneth. O nu: um estudo sobre o ideal em arte. Lisboa: Editora Ulisseia. Tradução Ernesto de Sousa. 1956.

COSTA JUNIOR, Martinho Alves da. A figura feminina na obra de Théodore Chassériau Reflexões sobre nus, vítimas e o fim do século. Tese de Doutorado Programa de Pós-Graduação em História do instituto de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Estadual de Campinas. 2013.

DAZZI, Camila. “Pôr em prática a reforma da antiga Academia”: a concepção e a implementação da reforma que instituiu a Escola Nacional de Belas Artes em 1890.Tese de Doutorado em História e Crítica da Arte Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ, Escola de Belas Artes, Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais, PPGAV, 2011.

FRANCISCO, Nagib. João Baptista da Costa, 1865-1926. Rio de Janeiro, Pinakotheke, 1984.PEREIRA. Sonia Gomes. Arte, ensino e academia: estudos e ensaios sobre a Academia de Belas Artes do Rio de Janeiro. 1ªed. Rio de Janeiro: Mauad: Faperj, 2016.

SÀ. Ivan Coelho de. Academias de modelo vivo e bastidores da pintura Acadêmica Brasileira: a metodologia de ensino do desenho e da figura humana na matriz francesa e sua adaptação no Brasil do século XIX ao início do século XX. Rio de Janeiro. Tese de Doutorado. Universidade Federal do Rio de Janeiro, Centro de Letras e Artes – Escola Nacional de Belas Artes. 2004.

SQUEFF, Leticia. Uma galeria para o Império: A Coleção Escola Brasileira e as Origens do Museu Nacional de Belas Artes. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo.: Fapesp, 2012.

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2018 Brenda Martins de Oliveira

Downloads

Não há dados estatísticos.