Propostas metodológicas para o estudo das deidades nos códices mixtecas
PDF

Palavras-chave

Códices
Deidades
América pré-colonial
Metodologia

Como Citar

LIMA, A. C. de V. Propostas metodológicas para o estudo das deidades nos códices mixtecas: Bodley, Selden, Vindobonense e Zouche Nuttall. Encontro de História da Arte, Campinas, SP, n. 13, p. 132–139, 2018. DOI: 10.20396/eha.13.2018.4319. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/eventos/index.php/eha/article/view/4319. Acesso em: 25 fev. 2024.

Resumo

Esse artigo tem como objetivo apresentar a metodologia utilizada para o estudo das deidades nos códices mixtecos pré-hispânicos e coloniais: Bodley, Selden, Vindobonense e Zouche Nuttall. Os códices eram manuscritos indígenas produzidos a mando de elites dirigentes entre os séculos XIV, XV e XVI na região da Mixteca. Mas, diferentemente de um livro de formato ocidental, os códices mixtecos eram feitos com vários segmentos unidos de peles de animais, dobrados à maneira de biombo. Estes segmentos unidos eram cobertos com estuque e suas superfícies eram uniformizadas para receberem pintura. Nesses manuscritos as narrativas se representam por meio de um sistema de notação pictoglífico. Esse sistema combinava representações pictóricas ou figurativas com glifos ideográficos e fonéticos, conformando, assim, informações de tipo calendário, numérica, toponímica e antroponímica, resultando em registros de organização e lógica próprias. Todos esses elementos citados compõem as chamadas estruturas narrativas dos códices, ou categorias elementares de composição narrativa, divididos entre tempo, espaço e agentes

https://doi.org/10.20396/eha.13.2018.4319
PDF

Referências

BOONE, Elizabeth Hill. Manuscript painting in service of imperial ideology. In: Aztec imperial strategies. BOONE et alli. (eds). Washington DC: Dumbarton Oaks Research Library and Collection, 1996, pp. 181-206.

BYLAND, Bruce E.; POHL, John M. D. In the realm of 8 Deer. The archaeology of the mixtec codices. Norman/London: University of Oklahoma Press, 1994.

LIMA, Ana Cristina de Vasconcelos. Os agentes nas histórias mixtecas pré-hispânicas e coloniais. 2017. 160 f. Dissertação (Mestrado) – Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2017.

SANTOS, Eduardo Natalino dos. Deuses do México indígena: estudo comparativo entre narrativas espanholas e nativas. São Paulo: Editora Palas Athena, 2002.

SANTOS, Eduardo Natalino dos. Tempo, espaço e passado na Mesoamérica: o calendário, a cosmografia e a cosmogonia nos códices e textos nahuas. São Paulo: Editora Alameda, 2009.

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2018 Ana Cristina de Vasconcelos Lima

Downloads

Não há dados estatísticos.