Georges Didi-Huberman e o sintoma das imagens

Autores

  • Laís Kalena Salles Aragão Universidade Federal de Sergipe

DOI:

https://doi.org/10.20396/eha.vi14.3395

Palavras-chave:

Georges Didi-Huberman, Saber, Sintoma, Freud, Sobredeterminação

Resumo

Comunicação apresentada no XIV Encontro de História da Arte, em 2019.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Laís Kalena Salles Aragão, Universidade Federal de Sergipe

Graduada em História pela Universidade Federal de Sergipe.

Referências

DIDI-HUBERMAN, Georges. Diante da Imagem: questão colocada aos fins de uma história da arte. Tradução: Paulo Neves. São Paulo: Editora 34, 2013.

DIDI-HUBERMAN, Georges. Diante do Tempo: história da arte e anacronismo das imagens. Tradução: Vera Casa Nova e Márcia Arbex. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2017.

DIDI-HUBERMAN, Georges. Invenção da Histeria: Charcot e a iconografia fotográfica da Salpêtrière. Tradução: Vera Ribeiro. Rio de Janeiro: Contraponto, 2015.

FREUD, Sigmund. A Interpretação dos Sonhos (1o Parte). Tradução: Walderedo Ismael de Oliveira. In: FREUD, Sigmund. Obras Psicológicas Completas de Sigmund Freud: edição standard brasileira. 2. ed. Rio de Janeiro: Imago, 1987. v. 4.

Downloads

Publicado

2019-12-30

Como Citar

KALENA SALLES ARAGÃO, L. Georges Didi-Huberman e o sintoma das imagens. Encontro de História da Arte, Campinas, SP, n. 14, p. 134–141, 2019. DOI: 10.20396/eha.vi14.3395. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/eventos/index.php/eha/article/view/3395. Acesso em: 4 fev. 2023.

Edição

Seção

Comunicações