Banner Portal
Porto de encontro
PDF

Palavras-chave

Cidade
Criação
Acção
Ruínas
Memória

Como Citar

MONTEIRO PEREIRA DA SILVA, António Fernando. Porto de encontro. Revista Visuais, Campinas, SP, v. 8, n. 1, p. 70–89, 2022. DOI: 10.20396/visuais.v8i1.16208. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/visuais/article/view/16208. Acesso em: 17 abr. 2024.

Resumo

Neste artigo analisam-se duas intervenções artísticas realizadas em espaço público na cidade do Porto, que coincidiram cronologicamente mas, na sua diversidade, apresentam pontos comuns tais como a abertura à participação e à inclusão e a coexistência de pólos opostos de sinal + e – numa tensão entre a paisagem selvagem e o urbano ± selvático. Ambos, nas suas especificidades, convocaram o carácter comunitário, o pensamento crítico e a capacidade de acção e realização. No cruzamento destes projectos a mediação posta em prática pela ESE.

https://doi.org/10.20396/visuais.v8i1.16208
PDF

Referências

CALVINO, Italo. As Cidades Invisíveis. Lisboa: Teorema, 1993.

CARERI, Francesco. Walkscapes. El Andar Como Pratica Estética. Barcelona: Editorial Gustavo Gili, SA, 2002.

ÉLUARD, Paul. Dur Desir de Durer. Paris: Peintres du Livre, 1970.

LASZLO, Pierre. Pequeno Tratado do Sal. Lisboa: Terramar, 2006

LIPPOLIS, Leonardo. Viagem aos Confins da Cidade. Lisboa: Antígona, 2016.

RANCIÈRE, Jacques. O Espectador Emancipado. Lisboa: Orfeu Negro, 2010.

STEINER, George. Heidegger. Lisboa: Dom Quixote, 1990.

Creative Commons License

Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.

Copyright (c) 2022 Revista Visuais

Downloads

Não há dados estatísticos.