A arte, a obra, o mundo

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/visuais.v3i4.12187

Palavras-chave:

Arte, Obra, Mundo.

Resumo

Para muitos, a arte nunca esteve nem tampouco está afastada de sua dimensão crítica. Quer tenha colorações políticas e/ou ideológicas ou se apresente simplesmente como apolítica, a arte se mantém diligente diante das coisas do mundo, o que seria suficiente para assegurar e mesmo consagrar a criticidade da arte, independentemente da vontade, do desejo ou mesmo da intencionalidade do artista criador. No entanto, essas afirmações, lançados ao vento na expectativa de sua replicação acrítica ad infinitum, parecem comprometidas com a naturalização de mitos que tendem a transformar o processo de criação artística em narrativas fabulosas, empurrando a arte para os confins de um imaginário no qual a arte parece dissociada do mundo, ao contrário do que supõe sua dimensão crítica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luiz Sérgio da Cruz Oliveira, Universidade Federal Fluminense

Professor titular do Departamento de Poéticas Contemporâneas da Universidade Federal Fluminense. Doutor em Artes Visuais pelo Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Referências

.

Downloads

Publicado

2017-06-22

Como Citar

OLIVEIRA, L. S. da C. A arte, a obra, o mundo. Revista Visuais, Campinas, SP, v. 3, n. 4, p. 2, 2017. DOI: 10.20396/visuais.v3i4.12187. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/visuais/article/view/12187. Acesso em: 6 dez. 2022.