Mise-en-scéne em fotoperformance

representar o representado

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/visuais.v4i6.12119

Palavras-chave:

Performance, Fotografia, Representação.

Resumo

Neste ensaio, trabalhamos a performance como mise-en-scène para a câmera. No decurso de nossa argumentação, procuramos entender a fotografia como signo do real, uma escrita que se faz símbolo ao representar esse mesmo real em uma imagem emblemática. Em seguida, tomamos alguns casos de performances dirigidas diretamente para a objetiva de modo que tratam o documento como suporte das idéias e de conceitos artísticos. Por fim, trabalhamos a representação para câmera como forma de elaborar ficções imagéticas que remetem em causa a concepção de sujeito no mundo contemporâneo. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luciano Vinhosa Simão, Universidade Federal Fluminense

Doutorado em Études et Pratiques des Arts pela Université du Québec à Montréal. Professor do Departamento de Arte da Universidade Federal Fluminense.

Referências

BARTHES, Roland. O rumor da língua. São Paulo: Martins Fontes, 2004.

BELTING, Hans. Antropologia da imagem. Lisboa: KKYM + EAUM, 2014.

BENJAMIN, Walter. Obras escolhidas: magia e técnica, arte e política. São Paulo: Brasiliense, 1994.

BOURDIEU, Pierre. Un art moyen: essai sur les usages sociaux de la photographie. Paris: Minuit, 1965.

CRIMP, Douglas. Sobre as ruínas dos museus. São Paulo: Martins Fontes, 2005.

DUBOIS, Philippe. O ato fotográfico. Campinas: Papirus, 1993.

DELPEUX, Sophie. Le corps-caméra: le performer et son image. Paris: Textuel, 2010.

FOUCAULT, Michel. A ordem do discurso. São Paulo: Loyola, 1996.

GATTI, Fábio; GONÇALVES, Rosa Gabriella de Castro (Org.). A operação artística: filosofia, desenho, fotografia e processos de criação. Salvador: EDUFBA, 2017.

KRAUSS, Rosalind. Le photographique: pour une théorie des écarts. Paris: Macula, 1990.

KRAUSS, Rosalind; LIVINGSTON, Jane. Explosante-fixe: photogrphie et surrealisme. Paris: Hazan, 2002.

LIMA, Luis Costa (Org.). Teoria de cultura de massas. Ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1982.

PEIRCE, Charles Sanders. Écrits sur le signe. Paris, Seuil, 1978.

Downloads

Publicado

2018-08-31

Como Citar

SIMÃO, L. V. Mise-en-scéne em fotoperformance: representar o representado. Revista Visuais, Campinas, SP, v. 4, n. 6, p. 137–151, 2018. DOI: 10.20396/visuais.v4i6.12119. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/visuais/article/view/12119. Acesso em: 6 dez. 2022.