Materiais didáticos para o ensino da matemática no final do século XIX: um retorno à obra de Abílio César Borges

Palavras-chave: Aparelho múltiplo escolar. Materiais didáticos. Didática da Matemática.

Resumo

Este artigo trata do problema dos significados atribuídos aos materiais didáticos para o ensino da matemática elementar, no contexto brasileiro dos últimos anos do século XIX. Mais especificamente, analisa o chamado aparelho múltiplo escolar, um conjunto de recursos, criado e divulgado pelo educador Abílio César Borges, o Barão de Macaúbas. Os resultados indicam que no contexto da expansão da educação popular no Brasil, a difusão do mencionado aparelho ocorreu em colégios particulares. Expressou uma apropriação do método intuitivo, visando materializar aspectos abstratos da matemática escolar. A materialidade do recurso didático simbolizava a modernização da instrução escolar da época considerada.

Biografia do Autor

Luiz Carlos Pais, UFMS

Possui graduação em Licenciatura Em Matemática pela Universidade Federal do Pará (1980), graduação em Ciências Naturais pela Universidade Federal do Pará(1977), mestrado em Matemática pela Universidade Federal do Rio de Janeiro(1984) e doutorado em Doutorado Em Educação Matemática pela Universidade de Montpellier(1991). Atualmente é Professor Adjunto IV da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Membro de corpo editorial da Perspectivas da Educação Matemática, Membro de corpo editorial da RIPEM - Revista Internacional de Pesquisa em Educação Matemática, Membro de corpo editorial da BOLEMA - Boletim de Educação Matemática e Membro de corpo editorial da Revista de Ciências Exatas e Naturais. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Ensino-Aprendizagem. Atuando principalmente nos seguintes temas:Educação Matemática, Ensino da Geometria, Representação Plana, Corpos Redondos.

Referências

ALVES, Cláudia; Educação, Memória e Identidade: dimensões imateriais da cultura material escolar. In História da Educação. Univ. Federal de Pelotas. V. 14, n. 30, p. 101-125. 2010.

ALVES, Isaias; Vida e Obra do Barão de Macaúbas. Coleção Centro de Estudos Pedagógicos. Oficina Gráfica Renato Americano. Rio de Janeiro. 1936.

BURKE, Peter; O que é história cultural. 2ª ed. Zahar. Rio de Janeiro: 2008.

CHARTIER, Roger; Formas e Sentido. Cultura escrita: entre distinção e apropriação. Campinas. SP: Marcado de Letras. 2003.

CHERVEL, André; La Culture Sclaire. Une approche historique. Editora Belin. Paris. 1998
DE CERTEAU, Michel; A invenção do cotidiano. Editora Vozes. Petrópolis, 1998.

JULIA, Dominique; A cultura escolar como objeto histórico. Revista Brasileira de História da Educação, Campinas, n. 1, p. 9-43, 2001.

PAIS, Luiz Carlos; C. História dos aritmômetros escolares no ensino primário da matemática no Brasil (1883 – 1927). Em Teia Revista de Educação Matemática. V. 5, n. 2. Recife. 2014.

SAUSSURE, Ferdinand; Curso de Linguística Geral. 30ª ed. São Paulo: Cultrix. 2002.

SCHELBAUER, A. R. O método intuitivo e lições de coisas no Brasil do século XIX. In História e Memórias da Educação no Brasil, de Maria STEPHANOU e Maria Helena BASTOS. Vol. II. Petrópolis: Vozes, 2ª. Ed., Petrópolis: 2006.
Publicado
2019-12-02
Como Citar
Pais, L. C. (2019). Materiais didáticos para o ensino da matemática no final do século XIX: um retorno à obra de Abílio César Borges. RIDPHE_R Revista Iberoamericana Do Patrimônio Histórico-Educativo, 5, e019019. https://doi.org/10.20888/ridphe_r.v5i0.9851
Seção
DOSSIÊ TEMÁTICO