O uso de materiais concretos para ensinar aritmética: saberes profissionais do professor primário (1920-1940)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20888/ridphe_r.v5i0.9850

Palavras-chave:

História da Educação Matemática, Saber Profissional do Professor, Materiais Concretos

Resumo

Considerando que o uso de materiais concretos para ensinar Aritmética integrava os saberes profissionais do professor primário, este artigo tem por objetivo identificar como o referido saber se fez presente na formação de professores no Estado do Paraná, entre 1920 e 1940. A investigação, conduzida na perspectiva da História Cultural, mobilizou fontes históricas oficiais e produções escolares de duas professorandas que cursaram o ensino normal em décadas diferentes. O estudo indicou que o uso de materiais concretos para ensinar Aritmética, articulados aos saberes a ensinar do 1º e 2º ano do ensino primário, era um saber profissional valorizado e que, na medida em que novas concepções de ensino foram sendo apropriadas, o referido saber passou por transformações, ganhando novos significados.

Palavras-chave: História da Educação Matemática. Saber Profissional do Professor. Materiais Concretos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BRASIL. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E SAÚDE. A Organização do Ensino Primário e Normal no Estado do Paraná. Rio de Janeiro/Brasil: INEP. Boletim n. 20, 1942. Disponível em: <http://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/104590>. Acesso em: 06 mar. 2014.

CALKINS, N. A. Primeiras Lições de Coisas: Manual de ensino elementar para uso dos paes e professores. Tradução de Rui Barbosa. Rio de Janeiro. Ministério da Educação e Saúde. Vol. XIII, Tomo I. Obras completas. 1950.

FELISBERTO, L. G. S. . A concepção de concreto na aritmética da escola primária do Paraná: (1901-1932). 2014. 107 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Pontifícia Universidade Católica do Paraná, Curitiba, 2014. Disponível em: <https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/161731>. Acesso em: 10 jul. 2018.

FELISBERTO, L. G. S. A pedagogia da Escola Nova e a concepção de concreto: o ensino dos saberes elementares matemáticos no Paraná (1920-1960). 2019. 180 f. Tese (Doutorado em Educação). Pontifícia Universidade Católica do Paraná, Curitiba, 2019. Disponível em: < http://www.biblioteca.pucpr.br/pergamum/biblioteca/img.php?arquivo=/000073/00007337.pdf >. Acesso em: 15 maio 2019.

FERNANDES, Z. Metodologia. Caderno. Escola de Professores. Curitiba, 1945.

HOFSTETTER, R.; SCHNEUWLY, B. Saberes: um tema central para as profissões do ensino e da formação. In: HOFSTETTER, R.; VALENTE, W. R. (org.). Saberes em (trans)formação: tema central da formação de professores. I ed. São Paulo: Editora Livraria da Física, 2017.

JULIA, D. A cultura escolar como objeto histórico. Campinas, SP. SBHE/Editora Autores Associados. Revista Brasileira de História da Educação. n. 1, Jan/jun., 2001, p. 9-43.

MIGUEL, M. E. B. A formação do professor e a organização social do trabalho. Curitiba: Editora UFPR, 1997.

MIGUEL, M. E. B. A reforma da Escola Nova no Paraná: as atuações de Lysímaco Ferreira da Costa e de Erasmo Pilotto. In: MIGUEL, M. E. B.; VIDAL, D. G.; ARAÚJO, J. C. S. (org.) Reformas Educacionais: As manifestações da Escola Nova no Brasil (1920 a 1946). EDUFE: Minas Gerais, 2011.

NICLEVES, A. A adição. In: O ENSINO. Methodologia da Matematica. Revista da Inspetoria Geral do Ensino do Paraná. Curitiba, ano 3, n. 2, p. 154-161, setembro, 1924. Disponível em: < https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/105387> Acesso em: 10 out. 2018.

PARANÁ. Relatório do Inspetor Geral da Instrução Pública. Cesar Prieto Martinez. Curitiba: Typ. da Penitenciária do Estado, 1920. Disponível em: <http://www.arquivopublico.pr.gov.br/arquivos/File/RelatoriosSecretarios/Ano1920MF N806.pdf>. Acesso em: 21 set. 2018.

PARANÁ. Programa dos Grupos Escolares do Estado do Paraná. Curitiba: Irmãos Guimarães e Cia., 1921. Disponível em: <https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/105310>. Acesso em: 08 mar. 2014.

PARANÁ. Bases Educativas para Organização da Nova Escola Normal Secundária do Paraná. 1923. Disponível em: <https://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/123699>. Acesso em: 08 mar. 2014.

PARANÁ. Regimento Interno e Programas para Grupos Escolares. Curitiba. Diretoria Geral da Instrução Pública, 1932. Disponível em: <https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/104589>. Acesso em: 08 mar. 2014.

PARANÁ. Mensagem do Interventor Manoel Ribas à Assembleia Legislativa do Estado do Paraná. Curitiba, 1 set. 1937. Disponível em: <https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/136546>. Acesso em: 10 out. 2018.

PARANÁ. Regimento Interno e Programa para Grupos Escolares. Decreto nº 9593 de 26/02/1940. Curitiba. Diretoria Geral da Instrução Pública, 1940. Disponível em: < https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/100110>. Acesso em: 10 out. 2018.

PARANÁ. Anteprojeto da Lei Orgânica da Educação. Curitiba, 1949. Disponível em: < https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/104272> . Acesso em 08 out. 2018.

PARANÁ. Curso Primário. Programas Mínimos Experimentais para os Grupos Escolares. Curitiba: Imprensa Oficial do Estado, 1950. Disponível em: <https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/117113>. Acesso em 08 mar. 2014.

PIAGET, J. Psicologia e Pedagogia. In: MUNARI, A. Jean Piaget. Tradução e organização Daniele Saheb. Recife: Fundação Joaquim Nabuco, Editora Massangana, 2010.

PILOTTO, E. A educação no Paraná: Síntese sobre o ensino público elementar e médio. Rio de Janeiro: INEP, p. 130 1954. Disponível em: <https://repositorio. ufsc.br/xmlui/handle/123456789/105388>. Acesso em: 10 mar. 2014.

PINTO, N. B.; FELISBERTO, L. G. S. Aritmética Intuitiva: das Primeiras lições de coisas à legislação. Revista Diálogo Educacional, vol. 16, núm. 49, jul.-set., 2016, pp. 567-588.

ROMANELLI, O. O. História da Educação no Brasil (1930/1973). 21 ed. Editora Vozes: Petrópolis/RJ, 1998.

THORNDIKE, E. L. A nova metodologia da Aritmética. Porto Alegre: Livraria do Globo, 1936. Disponível em: < https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/134890?show=full> Acesso em: 03 ago 2015.

TRINDADE, E. M. C.; ANDREAZZA, M. L. Cultura e educação no Paraná. Curitiba: Ed. da UFPR, 2001. 134 p. (Coleção história do Paraná. Textos introdutórios; v.3)

VALENTE, W. R. O ensino intuitivo da Aritmética e as Cartas de Parker. Anais do V Congresso Brasileiro de História da Educação. São Cristóvão: Universidade Federal de Sergipe; Aracaju: Universidade Tiradentes, 2008.

VALENTE, W. R. O saber profissional do professor que ensina matemática: o futuro do passado. Paradigma (MARACAY), v. Extra 1, p. 190-201, 2018.

Downloads

Publicado

2019-12-31

Como Citar

FELISBERTO, Lidiane Gomes dos Santos. O uso de materiais concretos para ensinar aritmética: saberes profissionais do professor primário (1920-1940). RIDPHE_R Revista Iberoamericana do Patrimônio Histórico-Educativo, Campinas, SP, v. 5, p. e019030, 2019. DOI: 10.20888/ridphe_r.v5i0.9850. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/ridphe/article/view/9850. Acesso em: 15 jul. 2024.

Edição

Seção

DOSSIÊ TEMÁTICO