A docência no contexto do curso de formação de professores indígenas no Amazonas: relatos de aprendizagens

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20888/ridphe_r.v4i2.9655

Palavras-chave:

Formação de professores indígenas. História Oral. Aprendizagem na diversidade.

Resumo

O presente artigo, derivado do projeto de doutorado intitulado “O exercício da docência na perspectiva intercultural do Curso de Licenciatura Formação de Professores Indígenas da Universidade do Amazonas”, objetiva discorrer sobre a dinâmica de trabalho de um grupo de professores que se lança ao desafio de ensinar nas continentais distâncias amazônicas e o que se tem aprendido nessa relação acadêmica com os povos tradicionais. Os relatos desse estudo foram captados pelo recurso da entrevista, transcritos e analisados à luz da perspectiva teórico metodológica da Historia Oral, o que nos ajudará na compreensão do rico e complexo processo formativo no qual os professores estão inseridos e a ampliação do olhar para uma prática docente ainda pouco reconhecida.

Palavras-chave: Docência no Ensino Superior; Formação de Professores Indígenas; História Oral; Aprendizagem na diversidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fabiana de Freitas Pinto, Universidade Estadual de Campinas

Pedagoga formada pela Faculdade de Educação (FACED) da Universidade Federal do Amazonas (UFAM). Mestra em Educação e professora do Curso de Licenciatura Formação de Professores de Indígenas (FPI) da Faculdade de Educação da Universidade Federal do Amazonas. Doutoranda do Curso de Pós-Graduação em Educação da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP).

Ana Lúcia Guedes-Pinto, Universidade Estadual de Campinas

Professora Titular do Departamento de Ensino e Práticas Culturais da Faculdade de Educação da Unicamp. Possui graduação em Pedagogia pela UNICAMP (1990), Mestrado em Educação pela FE/UNICAMP(1994), Doutorado em Linguística Aplicada pelo IEL/UNICAMP (2000) e Livre Docência na área de Teoria Pedagógica pela FE/UNICAMP (2011). É líder do grupo de pesquisa Letramento do Professor (IEL-UNICAMP) e vice-líder do grupo ALLE/AULA (FE/UNICAMP). 

Referências

ALBERTI, Verena. Manual de História Oral. 3. ed. rev. atual. Rio de Janeiro: FGV, 2013.

FREIRE, PAULO. Primeira Carta: Do espírito deste livro. In: ______. Pedagogia da Indignação: cartas pedagógicas e outros escritos. São Paulo: Editora UNESP, 2000.

GOMES, Nilma Lino; SILVA, Petronilha B. Gonçalves (Orgs.). O desafio da diversidade. In: ______. Experiências étnico-culturais para a formação de professores. 3. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2011. (Coleção Cultura Negra e Identidades).

PIMENTA, Selma Garrido. Apresentação. In: GHEDIN, Evandro; AMEIDA, Maria Isabel de; LEITE, Yoshie Ussami Ferrari. Formação de Professores: caminhos e descaminhos da prática. Brasília: Líber Livro, 2008.

SANTHIAGO, Ricardo; MAGALHÃES, Valéria Barbosa de. História Oral na sala de aula. Belo Horizonte: Autêntica, 2015. (Coleção Práticas Docentes).

SANTIAGO, Mylene Cristina; AKKARI, Abdeljalil; MARQUES, Luciana Pacheco. Os caminhos do interculturalismo no Brasil. In: ______. Educação Intercultural: desafios e possibilidades. Petrópolis, RJ: Vozes, 2013.

SILVA, Vagner Gonçalves da. O antropólogo e sua magia. São Paulo: Edusp, 2000.

THOMPSON, Paul. A Voz do Passado: História Oral. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1992.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS. Faculdade de Educação. Projeto Pedagógico e Regulamentação do Curso de Licenciatura Formação de Professores Indígenas. Manaus, 2007.

Downloads

Publicado

2018-12-29

Como Citar

PINTO, F. de F.; GUEDES-PINTO, A. L. A docência no contexto do curso de formação de professores indígenas no Amazonas: relatos de aprendizagens. RIDPHE_R Revista Iberoamericana do Patrimônio Histórico-Educativo, Campinas, SP, v. 4, n. 2, p. 396–411, 2018. DOI: 10.20888/ridphe_r.v4i2.9655. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/ridphe/article/view/9655. Acesso em: 23 jul. 2021.

Edição

Seção

DOSSIÊ TEMÁTICO