Estéticas das resistências e o documentário (documento 02): a dança da amizade – histórias de Urucungos, Puítas e Quijengues

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20888/ridpher.v6i00.14828

Palavras-chave:

Documentário, A Dança da Amizade, Trilogia Afro-campineira

Resumo

Na “Trilogia Afro-Campineira” constam três realizações em documentário, em que dirigi e participei de diferentes estágios da produção. São três curtas-metragens focados em protagonistas de processos culturais, religiosos e artísticos, todos defensores de manifestações de matrizes africanas e seus potentes hibridismos, alocados na região metropolitana de Campinas-SP. Os filmes são Diário de Exus (2015), A Dança da Amizade, Histórias de Urucungos, Puítas e Quijengues (2016) e A Mulher da Casa do Arco-Íris (2017/2018). Desenvolvem-se, nos filmes, o que nomeio como as “estéticas das resistências”, priorizando narrativas afro-diaspóricas, num processo de criação em que confluem estética e política. Esteticamente, o documentário faz convergir os processos de observação, participação (entrevista), performance e poesia, num conjunto de imagens e sons centrados em pessoas e espaços que se organizam comunitariamente em torno de códigos afrocentrados. Politicamente, realçam-se o papel da cultura e da religião na afirmação e construção identitária do povo negro, no Brasil, o que adensa a compreensão do papel da cultura na resistência de um povo. Esse texto documenta o processo de realização do segundo curta-metragem da trilogia, trata-se de A Dança da Amizade – Histórias de Urucungos, Puítas e Quijengues.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

OLIVEIRA, Alessandro José de. Danças populares brasileiras entre a tradição e a tradução: um olhar sobre o grupo Urucungos, Puitas e Quijengues. 2004. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Artes, Campinas, SP. Disponível em: http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/284174. Acesso em: 21 Dec. 2020.

SODRÉ, Muniz. A verdade seduzida: por um conceito de cultura no Brasil. 3. ed. Rio de Janeiro, RJ: DP&A, 2005.

Downloads

Publicado

2020-12-22

Como Citar

SOBRINHO, Gilberto Alexandre. Estéticas das resistências e o documentário (documento 02): a dança da amizade – histórias de Urucungos, Puítas e Quijengues. RIDPHE_R Revista Iberoamericana do Patrimônio Histórico-Educativo, Campinas, SP, v. 6, n. 00, p. e020026, 2020. DOI: 10.20888/ridpher.v6i00.14828. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/ridphe/article/view/14828. Acesso em: 16 jul. 2024.

Edição

Seção

DOCUMENTO