Banner Portal
Feito a muitas mãos
PDF

Palavras-chave

Azulejo
Autoria
Painéis
Capanema

Como Citar

SANTOS, Iaci d’Assunção. Feito a muitas mãos: reflexões sobre a autoria dos painéis de azulejos do Palácio Gustavo Capanema. Revista de História da Arte e da Cultura, Campinas, SP, v. 4, n. 2, p. 174–187, 2023. DOI: 10.20396/rhac.v4i2.18395. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/rhac/article/view/18395. Acesso em: 20 maio. 2024.

Resumo

Os painéis de azulejos do conjunto arquitetônico do Palácio Gustavo Capanema, ícone da arquitetura modernista carioca e brasileira localizado na área central da cidade do Rio de Janeiro, são costumeiramente associados ao artista Candido Portinari, responsável por diversas obras que compõem o acervo do prédio. Contudo, uma parte dos desenhos desses painéis não tem indicação clara da autoria e outra é assinada por Paulo Rossi Osir, artista responsável pela confecção dos azulejos. Esta trama intrincada é aqui acionada como forma de colocar em debate algumas das questões que atravessam a produção desta arte feita a muitas mãos.

https://doi.org/10.20396/rhac.v4i2.18395
PDF

Referências

PAULO Rossi retoma, com um conceito eminentemente nacional a arte do azulejo. A Manhã, Rio de Janeiro, 14 jul. 1943. Disponível em: http://bndigital.bn.gov.br/hemeroteca-digital/. Acesso em: out. 2016.

ALMEIDA, Paulo Mendes de Almeida. Três perfis. In: ALMEIDA, Paulo Mendes de Almeida. De Anita ao Museu. São Paulo: Editora Perspectiva, 1976. p.162-163.

BARATA, Mário. Azulejos no Brasil - séculos XVII XVIII e XIX. Tese apresentada à Escola Nacional de Belas Artes da Universidade do Brasil para o concurso de professor catedrático de História da Arte. Rio de Janeiro: [s.n.], 1955.

BORTOLOTI, Marcelo. Memórias do Palácio. Veja, São Paulo, 18 jul. 2012. p. 96-98.

DANTAS, Raymundo Souza. Palácio da Cultura. Rio de Janeiro: Souza Cruz, [1973?].

DIÁRIO Oficial da União – seção 1, Rio de Janeiro, 05/09/1941. Disponível em: https://www.jusbrasil.com.br/diarios/DOU/1941/09/05/Secao-1. Acesso em: mar. 2018.

GUIA de Inventário de Azulejo in situ. 2014, p. 28. Disponível em: http://redeazulejo.letras.ulisboa.pt/multimedia/File/guia_inventario_v1.pdf. Acesso em: jun. 2017.

IPHAN. Palácio Gustavo Capanema: Obras de arte/Resumo ficha Técnica. In: Caderno 2 PRPPC. Arquivo Central do IPHAN, Seção Rio de Janeiro, 1985, folha 6.

IPHAN. Palácio da Cultura: azulejaria – dados gerais. In: Caderno 7 PRPPC. Arquivo Central do IPHAN, Seção Rio de Janeiro, 1984b.

IPHAN. Palácio da Cultura: E 010 - Azulejaria. In: PRPPC. Arquivo Central do IPHAN, Seção Rio de Janeiro, 1982. (Características dos padrões e tipos de azulejo).

IPHAN. Palácio da Cultura: Palácio da Cultura, azulejaria: tipos e padrões. In: Caderno 4 PRPPC. Arquivo Central do IPHAN, Seção Rio de Janeiro, 1984a, folha 4.

IPHAN. Palácio da Cultura: relatório do estudo E.010-A. Azulejaria – Painel NC. In: Caderno 12 PRPPC. Arquivo Central do IPHAN, Seção Rio de Janeiro, 1984c.

LEMOS, Carlos A. C. Azulejos decorados na modernidade arquitetônica brasileira. Revista do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, Rio de Janeiro, n.20, 1984.

LISSOVSKY, Maurício; MORAES DE SÁ, Paulo Sergio. Colunas da educação: a construção do Ministério da Educação e Saúde, 1935-1945. Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas, 1996, p. XVII.

MORAIS, Frederico. Azulejaria contemporânea no Brasil. São Paulo: Editoração Publicações e Comunicações LTDA, 1988.

O NOVO edifício do Ministério da Educação – uma obra notável da arquitetura moderna. Correio da Manhã, Rio de Janeiro, 19 jun. 1942. Disponível em: http://bndigital.bn.gov.br/hemeroteca-digital/. Acesso em: out. 2016.

PEIXES de Portinari voltam à tona 50 anos depois. O Globo, Rio de Janeiro, 12 mar. 1996.

RIBEIRO, Niura A. L. Rossi Osir – artista e idealizador cultural. 1995. Dissertação (Mestrado em Artes Plásticas) - Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo, São Paulo, 1995, p. 9. Disponível em:https://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/27/27131/tde-25052023-

SANTOS, Joaquim Ferreira dos. Uma reforma para manter o espírito de 45. Jornal do Brasil. Rio de Janeiro, 23 abr. 1984.

SEGRE, Roberto et al. O Ministério da Educação e Saúde Pública (1935-1945): SEMINÁRIO DOCOMOMO BRASIL, 8, 2009, Rio de Janeiro. Anais do 8º Seminário... Rio de Janeiro: DOCOMOMO, 2009, p. 8. Disponível em: http://docomomo.org.br/wp-content/uploads/2016/01/149.pdf. Acesso em: mar. 2018.

SEGRE, Roberto. Ministério da Educação e Saúde: ícone urbano da modernidade brasileira. São Paulo: Romano Guerra Editora, 2013.

ZÍLIO, Carlos. A querela do Brasil. A questão da identidade na arte brasileira: a obra de Tarsila, Di Cavalcanti e Portinari. Rio de Janeiro: Funarte, 1982.

ZÓZIMO. Homenagem ou irreverência? Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, 16 mai. 1984.

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2023 Iaci d'Assunção Santos

Downloads

Não há dados estatísticos.