Banner Portal
Indicadores de preservação digital em projetos de Ciência Cidadã
PDF
ÁUDIO
VÍDEO

Palavras-chave

Ciência cidadã
Preservação digital
Armazenamento de dados
Indicadores
Workflow

Como Citar

SILVA, Fabiano Couto Corrêa da; UMPIERRE, Larissa Weber; WITT, Amanda Santos. Indicadores de preservação digital em projetos de Ciência Cidadã. Revista Brasileira de Preservação Digital, Campinas, SP, v. 4, n. 00, p. e023013, 2023. DOI: 10.20396/rebpred.v4i00.18010. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/rebpred/article/view/18010. Acesso em: 29 maio. 2024.

Resumo

Introdução: A ciência cidadã tem crescido como uma abordagem eficaz para envolver o público na coleta e análise de dados em diversos campos da pesquisa científica. A preservação digital dos dados gerados nesses projetos é crucial para garantir a sustentabilidade e acessibilidade dos recursos para futuras pesquisas e aplicações práticas. Objetivo: Este estudo tem como objetivo propor indicadores e um workflow de preservação digital para projetos de ciência cidadã, com foco em um exemplo prático de monitoramento da qualidade da água. Metodologia: Através de uma revisão da literatura sobre preservação digital e ciência cidadã, identificamos princípios e desafios relevantes e selecionamos indicadores de preservação digital. Com base nesses indicadores, desenvolvemos um workflow para processos de preservação digital em projetos de ciência cidadã. Resultados: Os indicadores selecionados incluem acessibilidade, autenticidade, integridade, interoperabilidade e sustentabilidade. Um workflow de cinco etapas foi desenvolvido, abrangendo coleta e armazenamento de dados, normalização e padronização, preservação e redundância, acesso e compartilhamento, e monitoramento e avaliação. Conclusão: A aplicação dos indicadores e do workflow proposto em projetos de ciência cidadã, como o monitoramento da qualidade da água, pode garantir a preservação eficaz e sustentável dos dados e recursos digitais coletados e gerados, promovendo a colaboração e a inovação na pesquisa científica. A implementação deste workflow e a avaliação contínua dos indicadores podem orientar projetos de ciência cidadã na gestão adequada dos recursos digitais e na promoção do avanço do conhecimento científico.

https://doi.org/10.20396/rebpred.v4i00.18010
PDF
ÁUDIO
VÍDEO

Referências

ADU, K. K. A multi-methods study exploring the role of stakeholders in the digital preservation environment: The case of Ghana", The Electronic Library, Bingley, v. 36, n. 4, p. 650-664, 2018. Disponível em: https://bit.ly/434iynd. Acesso em: 06 maio 2023.

APPEL, A. L.; ALBAGLI, S. Acesso aberto em questão: novas agendas e desafios. Informação & Sociedade: Estudos, João Pessoa, v. 29, n. 4, p. 187-208, 2019. Disponível em: http://hdl.handle.net/20.500.11959/brapci/147969. Acesso em: 21 abr. 2023.

ARAUJO, K. M. Por uma ciência democrática e cidadã. Revista Eletrônica de Comunicação, Informação e Inovação em Saúde, Rio de Janeiro, v. 12, n. 4, 2018. DOI: https://doi.org/10.29397/reciis.v12i4.1662 Acesso em: 21 abr. 2023.

CARVALHO, R. R. S.; LEITE, F. C. L. Análise do atual cenário da pesquisa científica sobre a ciência cidadã no campo da ciência da informação. Páginas A&B, Arquivos e Bibliotecas (Portugal), n. Especial, p. 26-32, 2021. Disponível em: http://hdl.handle.net/20.500.11959/brapci/157371. Acesso em: 21 abr. 2023.

CONRAD, C. C.; HILCHEY, K. G. A review of citizen science and community-based environmental monitoring: issues and opportunities. Environmental Monitoring and Assessment, Berlin, v. 176, n. 1-4, p.273-291, 17 Jul. 2010. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1007/s10661-010-1582-5. Acesso em: 21 abr. 2023.

EUROPEAN CITIZEN SCIENCE ASSOCIATION - ECSA. Ten Principles of Citizen Science. Berlin: ECSA, 2015. Disponível em: http://doi.org/10.17605/OSF.IO/XPR2N. Acesso em: 21 abr. 2023.

FANITABASI, F. GAERE, E. POURNARAS, E. A self-integration testbed for decentralized socio-technical systems. Future Generation Computer Systems, v. 113, p. 541 - 555, 2020. Disponível em: https://www.osti.gov/biblio/1684672. Acesso em: 06 maio 2023.

NAHUZ, L. D. S. Ciência cidadã como coprodução do conhecimento científico. Páginas A&B, Arquivos e Bibliotecas (Portugal), n. esp., p. 218-220, 2021. Disponível em: http://hdl.handle.net/20.500.11959/brapci/157384. Acesso em: 21 abr. 2023.

ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS PARA A EDUCAÇÃO, A CIÊNCIA E A CULTURA – UNESCO. Recomendação da UNESCO sobre Ciência Aberta. UNESCO Brasil: 2022. 34 p. Disponível em: https://bit.ly/3oti4I8. Acesso em: 21 abr. 2023.

SPRINKS, James et al. Task Workflow Design and its impact on performance and volunteers' subjective preference in Virtual Citizen Science. International Journal of Human-Computer Studies, Amsterdam, v. 104, August 2017, p. 50-63. Disponível em: https://doi.org/10.1016/j.ijhcs.2017.03.003. Acesso em: 22 abr. 2023.

TULLIS, J. A. ; KAR, B. Where Is the Provenance? Ethical Replicability and Reproducibility in GIScience and Its Critical Applications. Annals of the American Association of Geographers, London, v.111, 2021. Disponível em: https://bit.ly/3qaGIh2. Acesso em: 06 maio 2023.

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2023 Fabiano Couto Corrêa da Silva, Larissa Weber Umpierre, Amanda Santos Witt (Autor)

Downloads

Não há dados estatísticos.