Uso do Archivematica no Brasil

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/rebpred.v3i00.16598

Palavras-chave:

Preservação digital, Modelo OAIS, Repositórios de preservação, Archivematica

Resumo

Introdução: O desenvolvimento de estratégias de preservação para acervos que constituem o patrimônio cultural do Brasil vem ganhando uma nova conformação desde meados da primeira década dos anos 2000. Objetivo: A pesquisa visou identificar instituições brasileiras de patrimônio cultural que fazem uso da solução tecnológica Archivematica para repositórios de preservação. Metodologia: Foi analisado o status do uso da ferramenta através de um mapeamento das iniciativas brasileiras conhecidas pela comunidade arquivística da rede Cariniana, com aplicação de questionário abordando definições técnicas (instalação), políticas de planejamento de preservação e gestão de microsserviços orientados pelo modelo OAIS e seu uso concreto nos acervos institucionais. A pesquisa observou que o universo de instituições usuárias do Archivematica no Brasil ainda não possui uma estatística expressiva e que nem todas estão no mesmo nível de aplicação da ferramenta. Resultados: Constatou-se a necessidade de que os responsáveis pela gestão estejam minimamente familiarizados com os modelos de entidades funcionais e de informação descritos no OAIS. Conclusão: Considerando as limitações encontradas, os dados coletados servem para uma reflexão do uso do Archivematica no Brasil, bem como para possíveis indicações de normativas que orientem as instituições quanto às melhores práticas de aplicação da ferramenta.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

João Guilherme Nogueira Machado , Fundação Oswaldo Cruz

Mestre em Preservação e Gestão do Patrimônio Cultural das Ciências e da Saúde pela Casa de Oswaldo Cruz. Pesquisador no Grupo de Pesquisa Estudos e Práticas de Preservação Digital, do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (Rio de Janeiro, RJ - Brasil).

Miguel Angel Márdero Arellano, Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia

Doutorado em Ciências da Informação da Universidade de Brasília. Tecnologista Senior e coordenador da Rede Brasileira de Preservação Digital Serviços CARINIANA do IBICT (Brasília, DF - Brasil).

Conceituação:MARDERO ARELLANO, M.A.
Curadoria de dados:MARDERO ARELLANO, M.A.; MACHADO, J.G.
Análise formal:MARDERO ARELLANO, M.A.; MACHADO, J.G.
Investigação:MARDERO ARELLANO, M.A.
Metodologia:MARDERO ARELLANO, M.A.; MACHADO, J.G.
Recursos:MARDERO ARELLANO, M.A.; MACHADO, J.G.
Supervisão:MARDERO ARELLANO, M.A.; MACHADO, J.G.
Visualização:MARDERO ARELLANO, M.A.; MACHADO, J.G.
Redação–rascunho original:MARDERO ARELLANO, M.A.; MACHADO, J.G.
Redação–revisão e edição:MARDERO ARELLANO, M.A.; MACHADO, J.G.

Referências

Incluir depois

archivematica

Publicado

2022-07-12

Como Citar

MACHADO , J. G. N. .; MÁRDERO ARELLANO, M. A. Uso do Archivematica no Brasil. Revista Brasileira de Preservação Digital, Campinas, SP, v. 3, n. 00, p. e022008, 2022. DOI: 10.20396/rebpred.v3i00.16598. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/rebpred/article/view/16598. Acesso em: 4 dez. 2022.