A agência de Alfred Gell
PDF

Palavras-chave

Resenha
Alfred Gell
Arte
Antropologia

Como Citar

MIZRAHI, Mylene. A agência de Alfred Gell: exúvias e efeitos no mundo das artes. Proa: Revista de Antropologia e Arte, Campinas, SP, v. 9, n. 1, p. 314–322, 2019. DOI: 10.20396/proa.v9i1.17342. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/proa/article/view/17342. Acesso em: 18 jul. 2024.

Resumo

A publicação de Arte e agência, de Alfred Gell, 20 anos após o lançamento de sua edição original em inglês, é motivo de celebração. Com essa agradável edição em português, da editora Ubu, de manuseio prazeroso e convidativo, torna-se mais fácil levarmos a nossos alunos e ao público maior uma abordagem que não apenas revolucionou a Antropologia da Arte como o campo mais amplo da reflexão em torno das artes.

https://doi.org/10.20396/proa.v9i1.17342
PDF

Referências

APPADURAI, Arjun. The social life of things: commodities in cultural perspectives. Cambridge: Cambridge University Press, 1986.

BELTING, Hans. O fim da história da arte?. In: BELTING, H. O fim da história da arte. São Paulo: Cosac&Naify, 2003.

BARTHES, Roland. The dead of the author. In: CAUGHIE, J. (Org.). Theories of authorship: a reader. London, New York: Routledge, 1991.

FOUCAULT, Michel. What is an author?. In: HARARI, J. (Ed.). Textual strategies: perspectives in post-structuralist criticism. London: Methuen, 1979.

LAGROU, Els. Anaconda becoming: Huni Kuin image-songs, an Amerindian relational aesthetics. Horizontes Antropológicos, v. 24, n. 51, p. 17-49, 2018.

LEENHARDT, Maurice. Do Kamo. La Persona Y El Mito En El Mundo Melanesio. Barcelona: Ediciones Paidós, 1997.

LÉVI-STRAUSS, Claude. O cru e o cozido. São Paulo: Brasiliense, 1991.

MILLER, Daniel. Material culture and mass consumption. Oxford: Basil Blackwell, 1987.

MIZRAHI, Mylene. A estética funk carioca: criação e conectividade em Mr. Catra. Rio de Janeiro: Editora 7Letras, 2014.

STRATHERN, Marilyn. The gender of the gift: problems with women and problems with society in Melanesia. Berkeley: University of California Press, 1988.

WAGNER, Roy. The fractal person. In: GODELIER, M. & STRATHERN, M. (Eds.). Big men and great men: personifications of power in Melanesia. Cambridge: Cambridge University Press, 1991.

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2019 Mylene Mizrahi

Downloads

Não há dados estatísticos.