Banner Portal
A bugonia nas Geopônicas 15.2 e o tratamento do material técnico latino
PDF

Palavras-chave

Geopônicas
Bugonia
Vocabulário técnico
Composição

Como Citar

MUNIZ, Liebert Abreu. A bugonia nas Geopônicas 15.2 e o tratamento do material técnico latino. Phaos: Revista de Estudos Clássicos, Campinas, SP, v. 23, n. 00, p. e023004, 2023. DOI: 10.20396/phaos.v23i00.18267. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/phaos/article/view/18267. Acesso em: 12 jul. 2024.

Resumo

O tratado bizantino composto em 20 livros, as Geopônicas, oferece um conjunto de informações detalhadas sobre o procedimento conhecido no mundo clássico e tardio como bugonia, noutras palavras, uma espécie de folclore popular para o fenômeno de restauração de uma colmeia a partir de um boi morto. Dois textos antigos tratam da bugonia em mais detalhes: as Geórgicas de Virgílio, no Livro 4.284-318, e as Geopônicas, atribuídas a Cassiano Basso, no Livro 15.2; outros textos trazem menções pontuais, os mais conhecidos são os tratados de Varrão e Columela. O presente artigo pretende explorar os traços da bugonia no texto bizantino, analisando seus aspectos constitutivos, seus recursos composicionais, vocabulares, e o tratamento dado ao material da literatura técnica latina do período clássico, representados na tradição varroniana e virgiliana. As Geopônicas, a despeito das dúvidas quanto à sua autenticidade, são um importante testemunho de um interesse crescente, em meados dos séculos 9º e 10º, em uma nova abordagem histórica da Antiguidade, a saber, de fazer compilações de saberes de autores diversos do mundo antigo. Nesse sentido, o tratado bizantino, escrito em grego, demonstra a ainda marcante associação– ainda que em processo de adaptação escolástica – entre formas e temas técnicos, científicos, com formas e temas literários, marcas da herança do mundo clássico no mundo tardio. Essa associação, estranha para os modernos, influenciados pelo Romantismo do séc. 18º, como observaram Perutelli (2010) e Trevizam (2014), constitui-se a intercomunicação entre as formas de pensar e de escrever natural dos textos antigos que versaram sobre alguma matéria técnica.

https://doi.org/10.20396/phaos.v23i00.18267
PDF

Referências

CANCIK, H. & SCHNEIDER, H. (Eds.) [BNP] Brill’s New Pauly: encyclopaedia of the Ancient World: Antiquity. English Edition Christiane F. Salazar et al. Leiden-Boston: Brill, 2003-2010.

CASSIANUS. Γεωπόνικα: agricultural pursuits. Vol. II. Trans. by T. Owen. London, 1805.

CASSIANUS. Geoponica siue Cassiani Bassi Scholastici de re rustica eclogae. Ed. Henricus Beckh. Stuttgart: Teubner, 1994.

CATO & VARRO. On Agriculture. With transl. by H. D. Hooper e revised by H. B. Ash. Cambridge, Massachusetts:Loeb, 2006.

COLUMELLA. On Agriculture. Vol. I, Books I-IV, Ed. with transl. H. Boyd Ash. Cambridge, Massachusetts: Loeb, 1941. Vol. II, Books V-IX, Ed. with transl. E. S. Forster, E. H. Heffner. Cambridge, Massachusetts: Loeb, 1954.

DICTIONARY, Oxford English. [OED] CD-ROM, version 4.0.0.2, 2009.

GOW, A. S. F. ΒΟΥΓΟΝΙΑ in Geoponica XV.2. In The Classical Review. Vol. 58, nº 1, p. 14-15, 1944. Disponível em: https://www.cambridge.org/core/journals/classical-review/article/abs/boonia-in-geoponica-xv-2/9BD09290C2471397E736F39BC36C9078 Acesso em 23 jun. 2023.

HOUAISS, A. Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa. Com a nova ortografia da Língua Portuguesa. [Houaiss.] Rio de Janeiro: Objetiva, 2009.

JONES, A. H. M; MARTINDALE, J. R.; MORRIS, J. The Prosopography of the Later Roman Empire. [PLRE 1] Vol. 1, AD 260-395. Cambridge: University Press, 1971.

LIDDELL, H. G.; SCOTT, R.; JONES, H. S. [LSJ] A Greek-English Lexicon, with a revised supplement. 9.ed. Oxford: Clarendon Press, 1996.

MUNIZ, L. Cenas de restauração: a grotesca imagem da bugonia nas Geórgicas 4.281-314. Rónai: Revista de Estudos Clássicos e Tradutórios, v. 7, nº 2, p. 17-28, 2019. Disponível em: https://periodicos.ufjf.br/index.php/ronai/article/view/28173/19899. Acesso em: 20 jun. 2023.

MUNIZ, L. A cenografia discursiva das Geórgicas. 2017. 261p. Tese (Doutorado em Linguística) – Instituto de Estudos da Linguagem, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2017.

PAULY, A. F., G. WISSOWA et al. Realencyclopädie der classichen Altertumswissenschaft. [RE] ‘Cassianus 10’ (Band III.2), ‘Florentinus 3 (Band VI.2)’, ‘Geoponica’, (Band VII.1). Stturgart: A. Druckenmüller, 1910.

PERUTELLI, A. ‘O texto como professor’. In CAVALLO, G.; FEDELI, P.; GIARDINA, A. (orgs.). O espaço literário da Roma antiga, vol. 1. Trad. Daniel Peluci Carrara e Fernanda Messeder Moura. Belo Horizonte: Tessitura, 2010, p. 293-327.

TREVIZAM, M. Linguagem e Interpretação na Literatura Agrária Latina. Tese de Doutorado/IEL/Unicamp. Campinas, 2006.

TREVIZAM, M. Prosa Técnica: Catão, Varrão, Vitrúvio e Columela. Coleção Bibliotheca Latina. Campinas: Editora da Unicamp, 2014.

VARRÃO. Das Coisas do Campo. Introdução, tradução e notas de Matheus Trevizam. Campinas: Editora Unicamp, 2012.

VERGILIUS. Bucolica et Georgica. Eds. Silvia Ottaviano et Gian Biagio Conte. Teubner. Berlin: De Gryuter, 2011.

VIRGIL. Georgics. Edited with a Commentary by R. A. B. MYNORS. Oxford: Clarendon Press, 1994.

Creative Commons License

Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0 International License.

Copyright (c) 2023 Creative Commons

Downloads

Não há dados estatísticos.