Banner Portal
Tradução da Epístola 10* (Divjak) de Santo Agostinho
PDF

Palavras-chave

Agostinho de Hipona
Escravidão
África Romana
Antiguidade Tardia

Como Citar

SILVA, Filipe Noé da; FUNARI, Pedro Paulo Abreu. Tradução da Epístola 10* (Divjak) de Santo Agostinho. Phaos: Revista de Estudos Clássicos, Campinas, SP, v. 22, n. 00, p. e022010, 2022. DOI: 10.20396/phaos.v22i00.16647. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/phaos/article/view/16647. Acesso em: 21 abr. 2024.

Resumo

Apresentamos uma tradução à Epístola 10* (Divjak), de Santo Agostinho. Encontrada no ano de 1975 por Johannes Divjak, a missiva foi escrita sob a forma de commonitorium na década de 420 da Era Comum, e estava endereçada a seu amigo Alípio. Além de pormenores referentes à sua atuação episcopal no Norte da África, sobretudo no que se refere à aplicação das leis romanas neste território, a epístola em questão revela a preocupação de Agostinho quanto à escravização e posterior comercialização de pessoas nascidas livres em território africano. O texto latino reproduzido nesta tradução deriva da edição, estabelecida pelo próprio Divjak, no ano de 1981.

https://doi.org/10.20396/phaos.v22i00.16647
PDF

Referências

BLÁZQUEZ, José María. Representaciones de esclavos en mosaicos africanos. In: KLANOUSSI, M; RUGGERI, P; VISMARA, C. (Eds). L’Africa romana XII. Atti dell’XII convegno di studio. Olbia, 12-15 dicembre, 1996. Sassari, 1998, p.1029-1036.

BROWN, Peter. Santo Agostinho. Uma biografia. 6ª Edição. São Paulo/Rio de Janeiro: Editora Record, 2011.

CICERO. De Officis. Transl. Walter Miller. Loeb Classical Library. Mass./London: Cambridge/Harvard, University Press, 1913.

CÍCERO. Dos Deveres. Tradução de Angélica Chiappetta. São Paulo: Martins Fontes, 1999.

DIGESTO DE JUSTINIANO. Liber Primus. São Paulo: Editora Revista dos Tribunais, 2013.

DIVJAK, Johannes (Editor). Epistolae ex duobus codicibus nuper in lucem prolatae. Sancti Aureli Augustini Opera. CSEL 88. Viena: Noelder-Pichler-Tempsky, 1981.

ELM, Susanna. Sold to Sin Through Origo: Augustine of Hippo and the late Roman Slave Trade. Studia Patristica 98. 2017. p.01-22.

GARNSEY, Peter. Ideas of slavery from Aristotle to Augustine. Cambridge: University Press, 1996.

HUMBERT, Michel. Enfants à louer ou à vendre: Augustin et l’autorité parentale (Ep. 10* et 24*). In : Les lettres de Saint Augustin découvertes par Johannes Divjak. Communications presentées au colloque de 20 et 21 Septembre 1982. Paris : Études Augustiniennes, 1983. p.189-204.

JOLY, Fábio Duarte. A escravidão na Roma Antiga. 2ª Edição. São Paulo: Editora Alameda, 2013.

LEPELLEY, Claude. Liberté, colonat et esclavage d’après la Lettre 24*: la juridiction épiscopale « de liberali causa ». In : Les lettres de Saint Augustin découvertes par Johannes Divjak. Communications presentées au colloque de 20 et 21 Septembre 1982. Paris : Études Augustiniennes, 1983. p.329-342.

MAGALHÃES DE OLIVEIRA, Julio Cesar. Agostinho de Hipona – Uma vida na Antiguidade Tardia. In: Rede, Marcelo (Organizador). Vidas Antigas. Ensaios biográficos da Antiguidade. Volume 2. São Paulo: Editora Intermeios, 2020. p.75-121.

REVILLA, Victor. Las ánforas norteafricanas del Monte Testaccio (Roma): tipologías, cronologías y zonas de procedencia. In: RIBERA I LACOMBA, Albert (Coordinador). Manual de cerámica romana. Del mundo helenístico al Imperio Romano. Madrid: Museo Arqueológico Regional, 2013. p.01-27.

SANTO AGOSTINHO. A Cidade de Deus. Volume III. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 1993.

SÊNECA. Cartas a Lucílio. 5ª Edição. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 2014.

THÉBERT, Yvon. O escravo. In: GIARDINA, Andrea (Editor). O homem romano. Lisboa: Editorial Presença, 1992. p.117-145.

Creative Commons License

Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0 International License.

Copyright (c) 2022 Phaos: Revista de Estudos Clássicos

Downloads

Não há dados estatísticos.