A aplicação de software ou recursos digitais em atividade em sala de aula

Autores

  • Adriano Longhi Coutinho Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho
  • Osias de Barros Anunciação Instituto Federal de São Paulo
  • Thiago de Arruda Esper Universidade Estadual de Campinas

Palavras-chave:

Educação, Software, Recusros digitais

Resumo

Iniciamos o ano de 2020 com um cenário mundial semelhante aos roteiros de filmes de epidemias hollywoodiano, onde o isolamento social, o distanciamento social dentre outras ações de higiene pessoal e coletiva passou a ser o único remédio para evitar a contaminação do novo vírus, o COVID-19, onde ainda não há um tratamento médico eficaz para combatê-lo, não existe vacina e não há grandes expectativas de quando este período pandêmico venha a acabar ou melhorar para que toda as áreas da sociedade voltem ao seu normal, mesmo sabendo que haverá um “novo normal” provocado por esse inédito cenário. E é dentro deste cenário que o campo da educação, com seus inúmeros personagens que interagem de forma síncrona e assíncrona nos diversos ambientes e processos de gestão educacional, de ensino e de aprendizagem, atingindo todas as etapas da educação, desde a educação infantil até a educação superior incluindo as suas especificidades e características.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Adriano Longhi Coutinho, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho

Especialização em andamento em Educação Especial na Perspectiva Inclusiva pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

Osias de Barros Anunciação, Instituto Federal de São Paulo

Mestrado profissional em andamento em Ensino de Ciências e Matemática pelo Instituto Federal de São Paulo, IFSP, Brasil.

Thiago de Arruda Esper, Universidade Estadual de Campinas

Mestrado profissional em andamento em Educação pela Universidade Estadual de Campinas.

Referências

CARLINI, A. L.; TARCIA, R. M. L. “Contribuições didáticas para o uso das tecnologias de educação a distância no ensino presencial”. In: CARLINI, A. L.; TARCIA, R. M. L. 20% a distância e agora? : Orientações práticas para o uso da tecnologia de educação a distância no ensino presencial”. São Paulo: Pearson Education do Brasil, 2010.

DIVERSA, E. Covid-19: Recursos para aulas e formação a distância para educadores. Instituto Rodrigo Mendes & Ministério da Educação e Cultura, 2020. Acessado em: 13 de jun 2020. Disponível em: https://diversa.org.br/aulas-formacao-educadores/.

KENSKI, V. M. “Avaliação e acompanhamento da aprendizagem em ambientes virtuais a distância”. In:MILL, D. R. S.; PIMENTEL, N. M. (Orgs.). Educação a distância: desafios contemporâneos. São Carlos: EdUFSCar, 2010.

RIBEIRO, B. 5 Dicas para promover atividades interdisciplinares. PAR Plataforma Educacional, 30 de set. de 2019. Disponível em: https://www.somospar.com.br/dicas-parapromover-atividades-interdisciplinares/ . Acesso em: 25 de mai. 2020.

SAN MARTIN, Maristel Coelho; SAN MARTIN, Meister Coelho. Impactos iniciais da covid-19 no estado do Rio Grande do Sul. Boletim de Conjuntura (BOCA), v. 2, n. 4, p. 60- 71, 2020.

Downloads

Publicado

2021-03-25

Como Citar

COUTINHO, A. L. .; ANUNCIAÇÃO, O. de B. .; ESPER, T. de A. A aplicação de software ou recursos digitais em atividade em sala de aula. Revista InovaEduc, Campinas, SP, n. 6, p. 1–14, 2021. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/inovaeduc/article/view/15245. Acesso em: 14 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)