Professores, pesquisa e formação continuada

Autores

  • Pedro Wagner Gonçalves Universidade Estadual de Campinas

Palavras-chave:

Formação de professores. Professor pesquisador. Pesquisa educacional.

Resumo

Este artigo defende que é parte da formação e da atividade profissional do professor investigar seu trabalho e sua formação continuada. A tese é defendida pelo esforço de revelar que interesses acham-se encobertos por aqueles que refutam a possibilidade de professores (práticos) pesquisarem atividades educacionais. Mostra-se, ainda, que há desafios metodológicos e éticos que necessitam ser debatidos no âmbito da pesquisa feita por professores.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Pedro Wagner Gonçalves, Universidade Estadual de Campinas

Graduado em Geologia pela Universidade de São Paulo (1982), Mestre em Educação pela Universidade Estadual de Campinas (1989), Doutor em Filosofia pela Universidade Estadual de Campinas (1997).

Referências

BEANE, J.A.; APPLE, M.W. Escolas democráticas. São Paulo: Cortez, 1997. 159p.

CARROLL, D. Learning through interactive talk: a school-based mentor teacher study group as a context for professional learning. Teaching and Teacher Education, v.21, p.457-473, 2005.

CLARKE, A. The recent landscape of teacher education: critical points and possible conjectures. Teaching and Teacher Education, v.17, p.599- 611, 2001.

COCHRAN-SMITH, M.; LYTLE, S.L. The teacher research movement: a decade later. Educational Researcher, v.28, n.7, p.15-25, oct. 1999.

CONTRERAS, J. A autonomía do profesorado. Madrid: Ediciones Morata, 1997. 231p.

DARLING-HAMMOND, L.; YOUNGS, P. Defining “Highly qualified teachers”: what does “scientifically-based research” actually tell us? Educational Researcher, v.31, n.9, p.13-25, Dec. 2002.

ELLIOTT, J. Recolocando a pesquisa-ação em seu lugar original e próprio. In: GERALDI, C.M.G.; FIORENTINI, D.; PEREIRA, E.M. de A. (Org.). Cartografias do trabalho decente: professor(a)-pesquisador(a). Campinas: Mercado das Letras, 1998. p.137-152.

GIMENO, J. O currículo e a reflexão sobre a prática. Porto Alegre: Artmed, 2000. 352p. GOODSON, I. Questionando as reformas educativas: a contribuição dos estudos biográficos na educação. Pro-Posições, v.18, n.2, p.17-37, mai./ago. 2007.

MAXWELL, J.A. Causal explanation, qualitative research, and scientific inquiry in education. Educational Researcher, v.33, n.2, p.3-11, Mar. 2004.

PEREZ GÓMEZ, A.I. A cultura escolar na sociedade neoliberal. Porto Alegre: Artmed, 2001. 267p.

PIMENTA, S.G. Professor reflexivo: construindo uma crítica. In: PIMENTA, S.G.; GHEDIN, E. Professor reflexivo no Brasil: gênese e crítica de um conceito. 2 e. São Paulo: Cortez, 2002. p.17-52.

RAVITCH, D. Challenges to teacher education. Journal of Teacher Education, v.58, n.4, p.269-273, Sep.-Oct. 2007.

SAVIANI, D. O legado educacional do longo século XX brasileiro. In: SAVIANI, D.; ALMEIDA, J.S. de; SOUZA, R.F.; VALDEMARIN, V.T. O legado educacional do século XX no Brasil. Campinas: Autores Associados, 2004. p.9-57.

SCHALOCK, H.D. et al. Scaling up research in teacher education: new demands on theory, measurement, and design. Journal of Teacher Education, v.57, n.2, p.102-119, Mar-Apr. 2006.

SHULMAN, L.S. Knowledge and teaching: foundations of the new reform. Harvard Educational Review, v. 57, n. 1, p. 1-22, Feb. 1987.

SROUR, R.H. Modos de produção: elementos da problemática. Rio de Janeiro: Graal, 1978. 540p.

Downloads

Publicado

2013-01-22

Como Citar

GONÇALVES, P. W. Professores, pesquisa e formação continuada. Ciências em Foco, Campinas, SP, v. 1, n. 1, 2013. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/cef/article/view/9160. Acesso em: 4 out. 2022.

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)