Programa de Formação Interdisciplinar e Curricularização da Extensão
PDF

Palavras-chave

Extensão

Categorias

Como Citar

FREITAS, Sandra Fernandes de; MÚRCIA, Morgana; SOUZA, Taísa Borges de Borges de; PEREIRA, Paloma Soares; RUIZ, Josefa Emília Lopes. Programa de Formação Interdisciplinar e Curricularização da Extensão: uma parceria possível. Congresso dos Profissionais das Universidades Estaduais de São Paulo, Campinas, SP, n. 2, p. e023201, 2023. DOI: 10.20396/conpuesp.2.2023.5111. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/eventos/index.php/conpuesp/article/view/5111. Acesso em: 30 maio. 2024.

Resumo

Introdução: O CENPE - Unidade Auxiliar desenvolve atividades de ensino, pesquisa e extensão voltadas para estudos psicossociais e pedagógicos da infância e adolescência em Educação e Saúde. Atende crianças entre 04 à 12 anos com queixas de dificuldades de aprendizagem, linguagem, comportamento e motricidade, encaminhadas pela comunidade. O Programa de Formação Interdisciplinar em Educação Escolar desenvolvido por: psicólogos, psicopedagogo, fonoaudiólogo e terapeuta ocupacional no atendimento das crianças que aguardam em fila de espera. Participam graduandos de Pedagogia. Em 2023 com a curricularização da extensão, o CENPE passou a ser parceiro na  execução de atividades extensionistas junto à disciplina PIEPE e professores coordenadores. Objetivo: Ampliar a formação acadêmica, por meio de experiências teórico-práticas no atendimento em grupo à crianças com dificuldades de aprendizagem escolar. Metodologia: Os discentes selecionados poderão participar das atividades: 1- Oficina de estimulação de habilidades preditoras para a alfabetização; 2- Grupo de orientação a pais e responsáveis; 3- Oficina de vivências e jogos realizadas semanalmente e  grupos de estudos e supervisão. Serão oferecidas 36 vagas. Resultados: Os graduandos terão oportunidade de ampliar sua formação e colocar em prática uma gama de conhecimentos em áreas afins, no contato com as crianças, suas famílias e especialistas. Conclusão: Entendemos que a parceria proposta, configura-se como a materialização da extensão com a contribuição da Universidade à comunidade, oferecendo trabalhos qualificados, pautados em evidências científicas. A teoria aliada à prática é a base para o futuro professor no contexto de sala de aula, uma experiência rica e atualizada na área da aprendizagem escolar.

https://doi.org/10.20396/conpuesp.2.2023.5111
PDF

Referências

ALVES. F. D. O lúdico e a educação escolarizada da criança. In: OLIVEIRA, M. L. (org) (Im)pertinências da educação : o trabalho educativo em pesquisa. São Paulo:

Cultura Acadêmica, 2009, p.45-72.

BOSSA, N. A. Fracasso Escolar: um olhar psicopedagógico. Porto Alegre: Artmed,

CAPELLINI, S. A. et al. Avaliação e diagnóstico fonoaudiológico nos distúrbios de

aprendizagem e dislexias. In: ZORZI, J.; CAPELLINI, S. Dislexia e outros distúrbios

da leitura – escrita: letras desafiando a aprendizagem. São José dos Campos: Pulso,

GOLA, M. F. M. Instrumentos psicopedagógicos para conhecimento do sujeito que não

aprende. In: Psicopedagogia: Revista da Associação de Psicopedagogia. 18 (49).

São Paulo: ABPp, 1999, p. 55–56.

MACEDO, R. M. A família diante das dificuldades escolares dos filhos. In: OLIVEIRA, V.B. e BOSSA, N.A.(orgs). Avaliação psicopedagógica da criança de 0 a 6 anos. Petrópolis, RJ: vozes, 1994, p. 183-206.

MANTOVANINI, M. C. Professores e alunos problema: um círculo vicioso. São

Paulo: Casa do Psicólogo, 2001.

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2023 Sandra Fernandes de Freitas, Morgana Múrcia, Taísa Borges de Borges de Souza, Paloma Soares Pereira, Josefa Emília Lopes Ruiz (Autor)

Downloads

Não há dados estatísticos.