Fluxo de Alta da Unidade de Internação de Adultos para Otimização de Liberação de Leitos no Hospital de Clínicas da UNICAMP
Capa do Eixo 1 sobre Administração, Gestão e Liderança
PDF

Palavras-chave

Giro de leito
Alta hospitalar
Núcleo interno de regulação

Categorias

Como Citar

JULIO, Paulo Rogerio; RECCO, Elenita Ap de Castro; GRACIANO , Joaquim Antonio; TANAKA, Suelma Sarchi; ZAPPAROLI, Luciana Alves; GARDIN, Ligiane Maciel Rezende; BORDIN, Ana Paula. Fluxo de Alta da Unidade de Internação de Adultos para Otimização de Liberação de Leitos no Hospital de Clínicas da UNICAMP . Congresso dos Profissionais das Universidades Estaduais de São Paulo, Campinas, SP, n. 2, p. e023117, 2023. DOI: 10.20396/conpuesp.2.2023.5037. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/eventos/index.php/conpuesp/article/view/5037. Acesso em: 30 maio. 2024.

Resumo

Introdução: O leito hospitalar é considerado um recurso escasso, sendo necessário um bom aproveitamento deste, com o uso adequado e no tempo oportuno, garantindo que o paciente acesse-o o mais breve possível e a gestão de leitos é realizada com a finalidade de manter a eficiência hospitalar e garantir o maior giro de leito, disponibilizando e atendendo a demanda de pacientes. Objetivo: Liberação dos leitos hospitalares imediatamente após a saída do paciente. Agilizar o processo de internação eletiva ou de urgência. Otimizar o giro de leitos Metodologia: Relato de experiência sobre o gerenciamento de leitos no Hospital de Clínicas/UNICAMP, redirecionando os pacientes em alta para o NIR, sendo neste local realizada a liberação do leito no sistema informatizado AGHUse, e disponibilizado nova internação em até 2 horas. Resultados: O estudo avaliou o tempo de liberação em 14 meses antes da implantação do projeto e 18 meses após a implantação do mesmo, onde encontramos uma redução nos tempos para liberação dos leitos após a alta médica efetivada no sistema informatizado. Com isso conseguimos melhorar a liberação dos leitos e efetivar maior número de internações em até 02 horas tanto eletiva quanto de urgência.  A cada hora que reduzimos a permanência do paciente com alta no hospital, conseguimos aumentar a internação em até 2,83 pacientes/dia, totalizando 85 novas internações/mês e  melhorando nosso giro de leito. Conclusão: Conseguimos demonstrar nos resultados  melhora no giro de leito e nas internações para os pacientes da nossa comunidade, atingindo todos os nossos objetivos propostos.

https://doi.org/10.20396/conpuesp.2.2023.5037
PDF

Referências

Ministério da Saúde. Disseminação de Informações do Sistema de informações Hospitalares (SIH): Informe Técnico referente ao processamento 2016-03. Ministério da Saúde/Secretaria de Gestão Estratégica e Participativa/DATASUS. DIDIS – Divisão de Disseminação de Informações em Saúde. Disponível em: ftp://ftp.datasus.gov.br/dissemin/publicos/SIHSUS/200801_/Doc/IT_SIHSUS_1603.pdf. Acessado em: 05/10/2023.

Brasil. Ministério da Saúde. Diretrizes para a implantação de complexos reguladores. – 2.ed. – Brasília: Editora do Ministério da Saúde, 2010. – (Série A. Normas e Manuais Técnicos) (Série Pactos pela Saúde 2006; v. 6)

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2023 Paulo Rogerio Julio, Elenita Ap de Castro Recco, Joaquim Antonio Graciano , Suelma Sarchi TanaKa, Luciana Alves Zapparoli, Ligiane Maciel Rezende Gardin, Ana Paula Bordin (Autor)

Downloads

Não há dados estatísticos.