O museu e o artista contemporâneo

interrogações, interjeições, interações, intervenções, interdições

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/visuais.v7i2.15985

Palavras-chave:

Artista, Práticas artísticas contemporâneas, Processos de contaminação, Política

Resumo

Ao revelar uma atenção renovada para as questões políticas e sociais, as práticas artísticas contemporâneas têm transformado a natureza da arte. Essa virada social, por sua vez, tem desencadeado o deslocamento do artista do lugar tradicionalmente a ele reservado na sociedade, um lugar que o mantinha atado às margens do tecido social, obrigando-o assim a enfrentar o processo de reinvenção de si à luz dessas mudanças nas relações entre arte e sociedade. Neste artigo procuramos refletir sobre as andanças desse artista pelo mundo, além de suas articulações, plenas de fricções, com as complexidades e instâncias do sistema de arte, em especial com o museu de arte.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luiz Sérgio da Cruz Oliveira, Universidade Federal Fluminense

Doutor em Artes Visuais pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Professor Titular do Departamento de Arte e do Programa de Pós-Graduação em Estudos Contemporâneos das Artes da Universidade Federal Fluminense. 

Referências

CAMUS, Albert. Resistance, Rebellion, and Death. Nova York: Alfred A. Knopf, 1961.

FOLHA DE SÃO PAULO. Artistas contratados por museu são impedidos de fazer performance na inauguração. FSP, Ilustrada, 1/3/2013. Disponível em: https://www1.folha. uol.com.br/ilustrada/2013/03/1239430-artistas-contratados-por-museu-sao-impedidos-de-fazer-performance-na-inauguracao.shtml. Acesso em: 15.3.2021.

GRAY, Camila. The Russian Experiment in Art: 1863-1922. Nova York: Harry N. Abrams, 1970.

GROYS, Boris. A Genealogy of Participatory Art. In: SAN FRANCISCO MUSEUM OF MODERN ART. The Art of Participation: 1950 to Now. Nova York: Thames & Hudson, 2008, p. 19.

HEARTNEY, Eleanor. The Dematerialization of Public Art. In: HEARTNEY, Eleanor. Critical Condition: American Culture at the Crossroads. Cambridge, Inglaterra: Cambridge University Press, 1997, p. 206-218.

JACOB, Mary Jane. An Unfashionable Audience. In: LACY, Suzanne (Ed.). Mapping the Terrain – New Genre Public Art. Seattle, Wash.: Bay Press, 1996, p. 50-59.

NEGRI, Antonio. Art & Multitude. Londres: Polity Press, 2011.

OLIVEIRA, Luiz Sérgio de. A ponte: mas que ponte? In: FÁBREGAS, Marcela Drien; RODRÍGUEZ, Teresa Espantoso; CARRASCO, Carolina Vanegas (Ed.). Tránsitos, apropiaciones y marginalidades del arte público en América Latina. Buenos Aires: GEAP - Latinoamérica (Universidad de Buenos Aires); Santiago do Chile: Centro de Estudios del Patrimonio (Universidad Adolfo Ibáñez), 2013, p. 45-56.

OLIVEIRA, Luiz Sérgio de. O despejo do artista. Concinnitas, Rio de Janeiro, v. 2, n. 19, p. 112-126, dez. 2011.

Downloads

Publicado

2021-12-16

Como Citar

OLIVEIRA, L. S. da C. O museu e o artista contemporâneo: interrogações, interjeições, interações, intervenções, interdições. Revista Visuais, Campinas, SP, v. 7, n. 2, p. 108–123, 2021. DOI: 10.20396/visuais.v7i2.15985. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/visuais/article/view/15985. Acesso em: 3 out. 2022.