Banner Portal
Os baldios à luz do telescópio
PDF

Palavras-chave

Mariana Sissia
Artes visuais
Baldio
Suicídio
Aura.

Como Citar

MEDEIROS, Gabriel Morais. Os baldios à luz do telescópio: alegorias de Mariana Sissia. Revista Visuais, Campinas, SP, v. 4, n. 6, p. 12–36, 2018. DOI: 10.20396/visuais.v4i6.12113. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/visuais/article/view/12113. Acesso em: 21 abr. 2024.

Resumo

Este trabalho discute os sentidos do terreno baldio na série de gravuras de Sistema de defensa de mí misma (2009-11), da argentina Mariana Sissia (1980). Para buscarmos as possibilidades de interpretação desse motivo, recorreremos, dialogicamente, aos escritores Jorge Luis Borges e Rodolfo Walsh. Estabeleceremos intertexto, também, com figurações dos vazios urbanos nas pinturas Una calle de Barracas (1939), de Horacio March, e Una periferia (1921-2), de Mario Sironi. Concluiremos que os espaços de construção abandonados e as ruínas da cidade são alegorias de uma pulsão suicida e de sensações de ameaça, na obra de Sissia. Nosso conceito de suicídio se enraíza na relação contraditória entre sujeito e cidade, segundo Walter Benjamin. Paralelamente, os planos topográficos e telescópicos de En otro mundo la belleza es extraña (2011-12) serão analisados também alegoricamente, como metáforas de aura poética e como resistência simbólica a distopias neoliberais e pós-industriais.

https://doi.org/10.20396/visuais.v4i6.12113
PDF

Referências

AUGÉ, M. Não lugares. Introdução a uma antropologia da supermodernidade. Campinas: Papirus, 2017.

BENJAMIN, W. Baudelaire e a modernidade. Belo Horizonte: Autêntica, 2015.

BENJAMIN, W. Estética e sociologia da arte. Belo Horizonte: Autêntica, 2017

BOLAÑO, R. Putas assassinas. São Paulo: Cia. Das Letras, 2010

BORGES, J. L. Obras completas I. Buenos Aires: Emecé, 2007.

CANCLINI, N. Culturas híbridas. Estrategias para entrar y salir de la modernidad. México D. F: Grijalbo, 1989.

CANCLINI, N. Latino-americano à procura de um lugar neste século. São Paulo: Iluminuras, 2008.

DIDI-HUBERMAN, G. Cascas: São Paulo, 34, 2017.

STUPÍA, Eduardo. Materia meditada. In: SISSIA, M. Mental Landscape. Buenos Aires: KBB.

WALSH, R. Essa mulher e outros contos. São Paulo: Cia. das Letras, 2010.

Downloads

Não há dados estatísticos.