Fenômenos latentes

espaço, tempo e inconsciente óptico em fotografias científicas

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/visuais.v3i5.12018

Palavras-chave:

Fotografia, Fotografia científica, Inconsciente óptico, Redução fenomenológica.

Resumo

O presente artigo propõe aproximações entre as noções de inconsciente óptico benjaminianas e as ideias de redução fenomenológica descritas por Moles. O texto utiliza tais conceitos para explorar o universo das fotografias científicas tradicionais ­– de fenômenos muito pequenos, muito distantes, excessivamente rápidos ou notadamente lentos. Reconhecendo que tais fenômenos não são visíveis a partir da óptica natural, o artigo constrói uma narrativa que revela como determinados métodos são adotados na apreensão e no visionamento de fenômenos latentes, os quais se apresentam eles mesmos em escalas espaço-temporais distintas, observáveis apenas a partir de próteses: mecanismos de fazer-ver.

Biografia do Autor

Erik Nardini Medina, Universidade Estadual de Campinas

Mestrando em Divulgação Científica e Cultural pelo Instituto de Estudos da Linguagem da Universidade Estadual de Campinas.

Referências

BARTHES, Roland. O óbvio e o obtuso. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1990.

BARTHES, Roland. A câmara clara. São Paulo: Nova Fronteira, 2012.

BREA, José Luis. El inconsciente óptico y el segundo obturador. La fotografía en la era de su Computerización. Disponível em: http://laselecta.org/archivos/joseluisbrea/Elinconcienteoptico.pdf. Acesso em: 4 nov. 2017.

DIDI-HUBERMAN, Georges. Falenas. Lisboa: KKYM, 2015.

FARINA, Mauricius Martins. O inconsciente óptico em imagens decantadas. In: Ecossistemas Artísticos: anais do 23º Encontro Nacional da Associação Nacional de Pesquisadores em Artes Plásticas –ANPAP, 2014, Belo Horizonte, MG. Anais (on-line). Belo Horizonte: ANPAP, 2014. Disponível em: http://www.anpap.org.br/anais/2014/ANAIS/ANAIS.html. Acesso em: 2 dez. 2017.

FLORES, Victor. Inconsciente óptico. In: Imagem – dicionário crítico. Disponível em: http://www.artecoa.pt/index.php?Language=pt&Page=Saberes&SubPage=ComunicacaoELinguagemImagem&Menu2=Autores&Slide=39. Acesso em: 1 dez. 2017.

FLUSSER, Vilem. Filosofia da caixa preta: ensaios para uma futura filosofia da fotografia. São Paulo: Annablume, 2011.

HARAWAY, Donna. Saberes localizados: a questão da ciência para o feminismo e o privilégio da perspectiva parcial. Cadernos Pagu. nº 5. Campinas: Unicamp, 1995. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/cadpagu/article/view/1773. Acesso em: 12 set. 2017.

MOHÓLY-NAGY, Lazlo. Del pigmento a la luz. In: FONTCUBERTA, Joan. Estética fotográfica. Selección de textos. Barcelona: Editorial Blume, 1984.

MOHÓLY-NAGY, Lazlo. Pintura, fotografia, cine y otros escritos sobre fotografia. Barcelona: Gustavo Gigli. 2005.

MOLES, Abraham. A criação científica. São Paulo: Editora Perspectiva, 1971.

PLAZA, Julio. As imagens de terceira geração, tecno-poéticas. In: André Parente. (Org.). Imagem máquina. Rio de Janeiro: Editora 34, 1993. p. 72-88.

PLAZA, Julio. TAVARES, Monica. Processos criativos com os meios eletrônicos: poéticas digitais. São Paulo: Editora Hucitec, 1998.

SANTAELLA, Lucia. Pós-humano – por quê? In: Revista USP n. 74. São Paulo: junho/agosto, 2007. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/revusp/article/viewFile/13607/15425. Acesso em: 15 nov. 2017.

Downloads

Publicado

2017-12-15

Como Citar

MEDINA, E. N. Fenômenos latentes: espaço, tempo e inconsciente óptico em fotografias científicas. Revista Visuais, Campinas, SP, v. 3, n. 5, p. 71–84, 2017. DOI: 10.20396/visuais.v3i5.12018. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/visuais/article/view/12018. Acesso em: 19 jan. 2021.