Banner Portal
A violência está no ar
PDF

Palavras-chave

Arte
Violência coletiva
Imagens
Intencionalidade.

Como Citar

PEREIRA, Cláudia Matos; GONÇALVES, Luís Jorge. A violência está no ar: olhares sobre a violência representada na arte. Revista Visuais, Campinas, SP, v. 3, n. 5, p. 1–20, 2017. DOI: 10.20396/visuais.v3i5.12006. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/visuais/article/view/12006. Acesso em: 20 maio. 2024.

Resumo

Este artigo apresenta uma reflexão sobre o propósito das imagens e a origem de modelos compositivos, a partir da iconografia da violência coletiva. Procura-se ainda, propor um modelo de intencionalidade das imagens na arte antiga do mediterrâneo e na arte do Brasil, desde a pré-história ao século XXI.

https://doi.org/10.20396/visuais.v3i5.12006
PDF

Referências

ARISTÓTELES. Política. Lisboa: Nova Vega, 2016.

BIANCHI BANDINELLI, R. B. Roma: l’arte romana nel centro del potere. Milano: BUR Arte, 1999.

BIANCHI BANDINELLI, R. B.; TORELLI, M. El arte de la antigüidad clásica, etruria e Roma. Madrid: Ediciones Akal, 2000.

BRILLIANT, R. Narrare per immagini. Racconti di Stori nell’arte etrusca e romana. Firenza: Giunti Barbéra, 1987.

BUCO. C. Arqueologia do movimento. Relações entre arte rupestre, arqueologia e meio ambiente, da pré-história aos dias atuais, no Vale da Serra Branca. Parque Nacional Serra da Capivara, Piauí, Brasil. [Tese de doutoramento apresentada na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, Portugal]. Vila Real: UTAD, 2012.

CLASTRES, P. Archeólogie de la violence. La guerre dans les sociétés primitives. Paris: L’Aube, 2010.

CUNHA, E. Sertões. São Paulo: Editora Três, 1973.

DAMÁSIO A. O livro da consciência: a construção do cérebro consciente. Lisboa: Temas e Debates, 2010.

DIAS, E. Arte e academia entre política e natureza (1816-1857) In: BARCINSKI, F.W. (Org.). Sobre a arte brasileira da pré-história aos anos de 1960. São Paulo: Sesc e Martins Fontes, 2014, pp. 136-173.

DOSTOIEVSKI, Fiodor M. Crime e castigo. [Publicação Original: 1866]. São Paulo, Biblioteca Digital da PUC-Campinas. [Data da Digitalização: 2004]. Disponível em: file:///C:/Users/ljgon/Desktop/Fiodor%20Dostoievski-1.pdf. Acesso em: 5 ago. 2017.

GUILAINE, J.; ZAMMIT, J. Le sentier de la guerre. Visage de la violence préhistorique. Paris: Seuil, 2001.

HOUAISS, A. Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa. Lisboa: Circulo dos Leitores, 2003.

KRUG, E. G.; DAHLBERG, L. L.; MERCY, J. A.; ZWI, A. B.; LOZANO, R. Informe mundial sobre la violencia y la salud. New York: Organización Panamericana de la Salud, 2012.

SCHWARCZ, L. A batalha do Avaí - a beleza da barbárie: a Guerra do Paraguai pintada por Pedro Américo. Rio de Janeiro: Sextante, 2013.

SOUZA, Ph. Laguerra en el mundo antiguo. Madrid: Akal, 2008.

STADEN, H. Viagem ao Brasil. Texto integral, 1557. São Paulo: Martin Claret, 2010.

VITEBSKY, P. O Xamã: viagens de alma, transe, êxtase e cura desde a Sibéria ao Amazonas. Köln: Taschen, 2001.

ZANKER, P. I barbari, i’imperatore e l’arena. Immagini di violenza nell’ arte romana. In: Un’ arte per l’impero. Funzione e intenzione delle immagini nel mondo romano. Milano: Electra, 2002. pp. 38-62.

Downloads

Não há dados estatísticos.