Primeiros socorros no ambiente escolar: relato de experiência na Divisão de Educação Infantil e Complementar da Universidade Estadual de Campinas

Autores

Palavras-chave:

Primeiros socorros. Saúde escolar. Suporte básico de vida

Resumo

O presente artigo é um relato de experiência dos treinamentos em primeiros socorros realizados na Divisão de Educação Infantil e Complementar da Universidade Estadual de Campinas, cujo objetivo foi capacitar professores e funcionários a prestar cuidados imediatos a crianças vítimas de acidentes ou mal súbito, aplicando medidas e procedimentos de primeiros socorros até a chegada de assistência mais qualificada e instituir um programa de treinamento formal, estabelecendo concomitantemente um plano de atendimento integrado com o Sistema Médico de Urgência local. Os treinamentos resultaram em um total de 84 horas distribuídas em 28 dias, onde participaram 14 grupos perfazendo um total de 150 profissionais treinados. Ao final dos treinamentos os profissionais fizeram uma avaliação quanto ao treinamento. Ressalta-se a importância de realizar projeto de treinamento regular em primeiros socorros com os funcionários e incluirmos em novas abordagens os responsáveis pelas crianças/adolescentes e também as crianças.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Paula Boaventura, Universidade Estadual de Campinas

Professor doutor da Faculdade de Enfermagem da área de enfermagem médico-cirúrgica da Universidade Estadual de Campinas

Sandra Regina Merlo Mandl, Universidade Estadual de Campinas

Enfermeira da Divisão de Educação Infantil e Complementar da UNICAMP

Estelamares Silva dos Santos Moraes, Universidade Estadual de Campinas

Enfermeira da Divisão de Educação Infantil e Complementar da UNICAMP

Célia Simões, Universidade Estadual de Campinas

Enfermeira da Divisão de Educação Infantil e Complementar da UNICAMP

Adrielly Raymundo Gaspar, Universidade Estadual de Campinas

Aluna do curso de graduação em Enfermagem da Faculdade de Enfermagem da UNICAMP

Cleuza Vedovato, Universidade Estadual de Campinas

Enfermeira da Faculdade de Enfermagem da UNICAMP

Referências

INTERNATIONAL FEDERATION OF RED CROSS AND RED CRESCENT SOCIETIES. International first aid and resuscitation guidelines 2011. Geneva: International Federation of Red Cross and Red Crescent Societies, 2011. Disponível em: http://www.bhf.org.uk/about-us/our-policies/emergency-life-support-skills.aspx. Acesso em: 3 março.2016

AMERICAN HEART ASSOCIATION (AHA). International Liaison Committee on Resuscitation (ILCOR). Guidelines for Cardiopulmonary Resuscitation and Emergency Cardiovascular Care. Circulation. 2015b; 112(24):IV-1 – IV-5. Disponível em: https://eccguidelines.heart.org/. Acesso em: 17 abril.2016

KOSTER, Rodolf W; Baubin, Michael A; Bossaert, Leo L; et al. European resuscitation council guidelines for resuscitation 2010 section 2. Adult basic life support and use of automated external defibrillators. Resuscitation 2010;81:1277–92.Disponível em: resuscitation-guidelines.articleinmotion.com/article/S0300-9572(10)00435-1/pdf/european-resuscitation-council-guidelines-for-resuscitation-2010-section-2-adult-basic-life-support-and-use-of-automated-external-defibrillators. Acesso em: 13 março.2016

HANZINSKI, Mary Fran; Nolan, Jerry P; Aickin, Richard; et al. Part 1: Executive Summary: 2015 International Consensus on Cardiopulmonary Resuscitation and Emergency Cardiovascular Care Science With Treatment Recommendations. Circulation. 2015; 132: S2-S39. Disponível em: http://circ.ahajournals.org/content/132/16_suppl_1.toc . Acesso em: 8 abril.2016

TRAVERS, Andrew H; Perkins, Gavin D; Berg, Robert A; et al Part 3: Adult Basic Life Support and Automated External Defibrillation: 2015 International Consensus on Cardiopulmonary Resuscitation and Emergency Cardiovascular Care Science With Treatment Recommendations. Circulation. 2015; 132: S51-S83, Disponível em: http://circ.ahajournals.org/content/132/16_suppl_1.toc. Acesso em: 3 março.2016

BÖTTIGER BW, Aken HV. Kids save lives – Training school children in cardiopulmonary resuscitation worldwide is now endorsed by the World Health Organization (WHO). Resuscitation, 94 (2015) A5–A7. Disponível em: www.elsevier.com/locate/resuscitation. Acesso em: 5 março.2016

LIPPMANN, John; Livingston, Patricia; Craike, Melinda J; Comparison of two modes of delivery of first aid training including basic life support. Health Educ J . 70:131–40, 2011. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/254096076. Acesso em: 3 março.2016

VAN DE VELDE, Stijn, Roex, Ann, Vangronsveld, Karoline, et al. Can training improve laypersons helping behaviour in first aid? A randomised controlled deception trial. Emerg Med J. 30:292–7, 2013. Disponível em: www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/22562070. Acesso em: 14 abril.2016

MEISSNER, Theresa M; Kloppe, Cordula; Hanefeld, Christoph. Basic life support skills of high school students before and after cardiopulmonary resuscitation training: a longitudinal investigation. Scandinavian Journal of Trauma, Resuscitation and Emergency Medicine. 20:31, 2012. Disponível em: https://www.springermedizin.de/basic-life-support-skills-of-high-school. Acesso em: 12 março.2016

CAVE, Diana M; Aufderheide, Tom P, Beeson, Jeff; et al. Importance and implementation of training in cardiopulmonary resuscitation and automated external defibrillation in schools: a science advisory from the American Heart Association. Circulation 2011;123:691–706. Disponível em: https://www.circ.ahajournals.org/content/123/6/691. Acesso em: 12 abril.2016

BOAVENTURA, Ana Paula. Avaliação do processo ensino-aprendizagem das manobras de ressuscitação cardiopulmonar com o uso do desfibrilador externo automático em alunos de graduação da área da saúde. Tese de Doutorado. Universidade de São Paulo, 2011. Disponível em : www.teses.usp.br/teses/disponiveis/7/7139/tde-31052011-110626/. Acesso em: 16 agosto.2015

MARTIN ALBA Ruan. Educación para la salud en primeros auxilios dirigida al personal docente del ámbito escolar. Enferm. Univ. vol.12 no.2 México abr./jun. 2015 http://dx.doi.org/10.1016/j.reu.2015.04.004. Acesso em: 13 junho.2016

SOUZA, Aline Corrêa; Colomé, Isabel Cristina dos Santos; Costa, Lilian Escopeli Deves; Oliveira, Dora Lúcia Leidens Corrêa. A educação em saúde com grupos na comunidade: uma estratégia facilitadora da promoção da saúde. Rev Gaúcha Enferm. 2005;26(2):147-53.) Disponível em: www.seer.ufrgs.br/RevistaGauchadeEnfermagem/article/view/4547. Acesso em: 10 abril.2016

FIORUC, Bianca Elisabete; Molina, Ana Claudia; Junior, Walter Vitti; Lima, Silvana Andréia Molina; Educação em saúde: abordando primeiros socorros em escolas públicas no interior de São Paulo. Rev. Eletr. Enf. 2008;10(3):695-702. Disponível em: https://www.fen.ufg.br/fen_revista/v10/n3/v10n3a15.htm. Acesso em: 8 abril.2016

PATRÍCIO, Ana Claudia Freire Araújo; Souza, Luciana Ferreira; Andrade, Adir Fátima Rosa; Feitosa, Karine Jardim; Silva, Priscilla Caroline Viera; Durie, Isabelle Hiris Santos. Conhecimento dos profissionais que trabalham na educação infantil: Prevenção e manejo do Trauma. Revista de Enfermagem UFPE on line, novembro 2013. Disponível em: www.revista.ufpe.br/revistaenfermagem/index.php/revista/article/download/.../7858. Acesso em: 10 março.2016

Downloads

Publicado

2017-09-30

Como Citar

Boaventura, A. P., Mandl, S. R. M., Moraes, E. S. dos S., Simões, C., Gaspar, A. R., & Vedovato, C. (2017). Primeiros socorros no ambiente escolar: relato de experiência na Divisão de Educação Infantil e Complementar da Universidade Estadual de Campinas. Revista Saberes Universitários, 2(2), 147–158. Recuperado de https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/saberes/article/view/7596

Edição

Seção

Relato de Experiência