Banner Portal
A concepção teórico-política do projeto Future-se e a concepção de internacionalização da educação
PDF

Palavras-chave

Future-se
Educação superior
Internacionalização da educação

Como Citar

MARTINS, Tânia; VITTI, Sylvia Cristina de Azevedo. A concepção teórico-política do projeto Future-se e a concepção de internacionalização da educação. RBEC: Revista Brasileira de Educação Comparada, Campinas, SP, v. 3, n. 00, p. e21005, 2021. DOI: 10.20396/rbec.v3i00.14788. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/rbec/article/view/14788. Acesso em: 14 jun. 2024.

Resumo

O objetivo do artigo é apresentar o Programa Institutos e Universidades Empreendedoras e Inovadoras (Future-se) e a sua concepção de internacionalização da educação. O plano de trabalho incluiu analisar os eixos do projeto de lei, considerando os artigos da área do ensino superior e das entidades educacionais. Conclui-se que o Future-se tem uma visão míope e estreita de internacionalização da educação, como estratégia para promover uma privatização indireta das instituições de ensino superior, legitimando-se pelo discurso da integração ao mercado internacional.

https://doi.org/10.20396/rbec.v3i00.14788
PDF

Referências

Associação Nacional dos Dirigentes da Instituições Federais de Ensino Superior – ANDIFES (2019). Veja as manifestações de algumas Universidades Federais sobre o Programa Future-se. Disponível em: https://www.andifes.org.br/?p=65414. Acesso em: 23 de novembro de 2019.

Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação (ANPED). (2019). Nota da ANPED sobre a consulta pública referente a proposta FUTURE-SE do MEC. Disponível em: https://www.anped.org.br/news/nota-da-anped-sobre-consulta-publica-referente-proposta-future-se-do-mec. Acesso em 20 de outubro de 2019.

Baima, E. (2019) Future-se: destruição do ensino superior. Disponível em: https://otrabalho.org.br/future-se-destruicao-do-ensino-superior/. Acesso em 10 de novembro de 2019.

Brasil (2020). Projeto de lei que institui o Programa Universidades e Institutos Empreendedores e Inovadores – Future-se. Disponível em: https://www.in.gov.br/web/dou/-/despacho-236403674. Acesso em 02 de fevereiro de 2020.

Brasil (2019a). Consulta pública do Future-se é prorrogada até 29 de agosto. Brasilia: MEC. Disponível em http://portal.mec.gov.br/component/tags/tag/52641%20. Acesso em 20 de setembro de 2019.

Brasil (2019b). Perguntas e respostas do Future-se, programa de autonomia financeira da educação superior. Brasília: MEC. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/component/tags/tag/autonomia-financeira. Acesso em 11 de dezembro de 2020.

Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (CONIF). (2019). Nota oficial sobre o programa Future-se. Disponível em: https://portal.conif.org.br/images/1_8_2019_Nota_Future-se_Pleno.pdf. Acesso em 20 de agosto de 2019.

Dagnino, R., Romão, W., & Bezerra, R. (2019). Universidades: Future-se e o aporte de recursos de empresas. Disponível em: https://diplomatique.org.br/Future-se-e-o-aporte-de-recursos-de-empresas/.Acesso em: 05 de novembro de 2019.

Giolo, J., Leher, R., & Sguissardi, V. (2020). Future-se: ataque à autonomia das instituições federais de educação superior e sua sujeição ao mercado. Disponível em: https://www.diagramaeditorial.com.br/project/Future-se/. Acesso em: 20 de dezembro de 2020.

Grupo de Pesquisa Trabalho, Precarização e Resistências. Centro de Estudos e Pesquisas em Humanidades/CRH-UFBa. (2019). FUTURE-SE: uma análise preliminar da administração da Universidade Federal de Pelotas. Disponível em: https://ccs2.ufpel.edu.br/wp/wp-content/uploads/2019/07/Future-se-Analise-UFPel.pdf. Acesso em 11 de novembro de 2019.

Leher, R. (2019). Análise preliminar do Future-se.Disponível em: https://avaliacaoeducacional.files.wordpress.com/2019/07/sobre-o-Future-se-notas-prelim-rleher-24-07pdf.pdf. Acesso em 26 de novembro de 2019.

Marques, L. (2019). Academia Brasileira de Educação declara apoio formal ao Future-se. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/component/content/212-noticias/educacao-superior-1690610854/80371-academia-brasileira-de-educacao-declara-apoio-formal-ao-Future-se. Acesso 26 de novembro de 2019.

Minto, L. W. (2019). O Future-se quer tornar o Ensino Superior produto de luxo. Disponível em: https://www.esquerdadiario.com.br/O-Future-se-quer-tornar-o-Ensino-Superior-produto-de-luxo-Entrevista-com-Lalo-Watanabe. Acesso em 13 de novembro de 2019.

Moreno, A. C. (2019). MEC reformula proposta do Future-se e diz que lançará nova consulta pública até o dia 28. Disponível em: https://g1.globo.com/educacao/noticia/2019/10/18/mec-reformula-proposta-do-future-se-e-diz-que-lancara-nova-consulta-publica-ate-o-dia-28.ghtml. Acesso em 12 de novembro de 2019.

Rede Brasil Atual. Future-se fere o princípio da autonomia universitária, previsto na Constituição. (2019). Disponível em: https://www.redebrasilatual.com.br/educacao/2019/11/Future-se-fere-o-principio-da-autonomia-universitaria-previsto-na-constituicao/. Acesso em: 20 de novembro de 2019.

Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica – SINASEFE IFSul (2019). FUTURE-SE: Após críticas, governo “reformula” proposta e abre nova consulta pública. Disponível em: http://www.sinasefeifsul.org.br/noticias/Future-se-apos-criticas-governo-reformula-proposta-e-abre-nova-consulta-publica/1979/ Acesso em 14 de novembro de 2019.

Taffarel C. N. Z., & Sousa E. C. C. (2019). Dossiê: considerações sobre o plano nacional de educação: a política de formação dos profissionais da educação e o programa institutos e universidades empreendedoras e inovadoras (Future-se). Disponível em: https://www.anfope.org.br/wp-content/uploads/2019/08/DOSSIÊ-CONSIDERAÇÕES-FUTURE-SE-ANFOPE-1-compactado.pdf. Acesso em 10 de novembro de 2019.

Universidade Federal de Pelotas – UFPel (2019). Future-se: uma análise preliminar da administração da Universidade Federal de Pelotas. Disponível em: https://ccs2.ufpel.edu.br/wp/wp-content/uploads/2019/07/Future-se-Analise-UFPel.pdf Acesso em 11 de novembro de 2019.

Creative Commons License

Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0 International License.

Copyright (c) 2021 Tânia Martins, Sylvia Cristina de Azevedo Vitti

Downloads

Não há dados estatísticos.