Paz, justiça, liberdade e glitter
Na imagem, há seis caixas de papelão com desenhos no fundo, dispostas em duas fileiras. Na fileira superior, a primeira caixa apresenta o desenho de uma árvore sem folhas, a segunda caixa apresenta uma tartaruga e a terceira caixa apresenta uma cadeira de rodinhas estofada. Na fileira inferior, a primeira caixa apresenta uma penteadeira com espelho de cabeça para baixo e as duas últimas caixas juntas formam o desenho de uma mesa de ponta cabeça. No canto superior direito, há o nome da revista e abaixo dele, a indicação de "10 anos". Na parte inferior, estão as informações sobre o volume e número da revista, bem como o ISSN.
PDF

Palavras-chave

Prisões
Gênero
LGBT

Como Citar

SANDER, Vanessa. Paz, justiça, liberdade e glitter. Proa: Revista de Antropologia e Arte, Campinas, SP, v. 9, n. 2, p. 320–325, 2019. DOI: 10.20396/proa.v9i2.17574. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/proa/article/view/17574. Acesso em: 18 jul. 2024.

Resumo

Paz, Justiça, Liberdade e Glitter mostra cenas da primeira Parada LGBT acontecida dentro da penitenciária masculina de São Joaquim de Bicas, em 2018. Essa instituição abriga, desde 2009, a primeira Ala LGBT do sistema prisional de Minas Gerais, onde ficam abrigados em um pavilhão anexo qualquer detento ou detenta que opte por firmar uma autodeclaração em que se identifique como travesti ou homossexual. O ensaio está vinculado ao curso de uma pesquisa que se debruça sobre as dinâmicas de criminalização e encarceramento de travestis e transexuais, tendo como um de seus lugares-chave (LINS FRANÇA, 2010) esse espaço específico da unidade penitenciária.

https://doi.org/10.20396/proa.v9i2.17574
PDF

Referências

CARRARA, Sérgio. Moralidades, racionalidades e políticas sexuais no Brasil contemporâneo. Mana (v.21, nº2), Rio de Janeiro, 2015, pp. 323-345.

FELTRAN, Gabriel. Sobre anjos e irmãos: cinquenta anos de expressão política do “crime” numa tradição musical das periferias. Revista do Instituto de. Estudos Brasileiros (57). São Paulo, 2013, pp.43-72.

FRANÇA, Isadora Lins. Consumindo lugares, consumindo nos lugares: homossexualidade, consumo e produção de subjetividades na cidade de São Paulo. Tese de doutorado, Ciências Sociais, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2010.

PASSAMANI, Guilherme. Batalha de confete no “Mar de Xarayés”: condutas homossexuais, envelhecimento e regimes de visibilidade. Tese de doutorado, Ciências Sociais, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2015.

PADOVANI, Natalia. Sobre casos e Casamentos: afetos e ‘amores’ através de penitenciárias femininas em São Paulo e Barcelona.Tese de doutorado, Antropologia Social, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2015.

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2019 Vanessa Sander

Downloads

Não há dados estatísticos.