Na trilha do boi falô
Na imagem, há seis caixas de papelão com desenhos no fundo, dispostas em duas fileiras. Na fileira superior, a primeira caixa apresenta o desenho de uma árvore sem folhas, a segunda caixa apresenta uma tartaruga e a terceira caixa apresenta uma cadeira de rodinhas estofada. Na fileira inferior, a primeira caixa apresenta uma penteadeira com espelho de cabeça para baixo e as duas últimas caixas juntas formam o desenho de uma mesa de ponta cabeça. No canto superior direito, há o nome da revista e abaixo dele, a indicação de "10 anos". Na parte inferior, estão as informações sobre o volume e número da revista, bem como o ISSN.
PDF

Palavras-chave

Campinas
Raça
Boi falô

Como Citar

NUNES, Caue. Na trilha do boi falô. Proa: Revista de Antropologia e Arte, Campinas, SP, v. 9, n. 2, p. 318–319, 2019. DOI: 10.20396/proa.v9i2.17573. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/proa/article/view/17573. Acesso em: 18 jul. 2024.

Resumo

A Lenda do Boi Falô é uma narrativa da cidade de Campinas, interior do Estado de São Paulo. Ela narra a relação entre o escravizado Toninho e o barão Geraldo de Rezende, nas vésperas da abolição da escravidão. A lenda possui versões distintas que variam de acordo com o contexto de enunciação, revelando como parte das pessoas da cidade significa o processo de escravidão e como produz discursos e silenciamentos sobre a questão racial.

https://doi.org/10.20396/proa.v9i2.17573
PDF
Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2019 Caue Nunes

Downloads

Não há dados estatísticos.