O corpo em retalhos
PDF
Errata

Palavras-chave

Performance
Corpo
Tradição
Cultura popular
Gênero e sexualidade

Como Citar

OLIVEIRA JUNIOR, Ribamar José de. O corpo em retalhos: perfechatividades de gênero na quadrilha Balão Junina Cariri de Juazeiro do Norte-CE. Proa: Revista de Antropologia e Arte, Campinas, SP, v. 12, n. 00, p. e022001, 2022. DOI: 10.20396/proa.v12i00.17322. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/proa/article/view/17322. Acesso em: 21 abr. 2024.

Resumo

Do close à postura no festejo junino, procuro refletir sobre as perfechatividades de gênero no São João a partir das experiências da quadrilha Balão Junina Cariri no bairro João Cabral em Juazeiro do Norte, interior do Ceará. Para tanto, situo a produção performativa do grupo diante dos lugares de passagem que atravessam os corpos e as fendas negociadas pela tradição. Ao levar em consideração o percurso da quadrilheira Mellysa Giselly, mais conhecida como Pinto, penso sobre a presença de pessoas LGBTQIA+ nas quadrilhas na medida em que elas fazem a festa enquanto fazem a fechação. Afinal, o gênero que dança no corpo de quem brinca pode aparecer costurado por meio de retalhos performativos.

https://doi.org/10.20396/proa.v12i00.17322
PDF
Errata

Referências

ALBUQUERQUE JUNIOR, Durval Muniz de. Nordestino: a invenção do falo – uma história do gênero masculino (Nordeste – 1920-1940). São Paulo: Intermeios, 2013.

ALMEIDA, Magdalena; LÉLIS, Carmem (Org.). Quadrilha junina história e atualidade: um movimento que não é só imagem. Recife: Ed. Prefeitura da Cidade do Recife, 2004.

BARROSO, Hayeska Costa. “O São João é gay!!”: horizontes interpretativos sobre as perfomances trans na festa junina no Ceará. Periódicus, Salvador, n. 6, v. 1, p. 179-197, dez. 2016. Disponível em: https://periodicos.ufba.br/index.php/revistaperiodicus/article/view/20561. Acesso em: 11/10/2021.

BUTLER, Judith. Corpos que importam: os limites discursivos do “sexo”. São Paulo: n-1 edições, 2020.

CASTRO, Thiago Silva; PAIVA, Antonio Cristian Saraiva. Reinventando tradições: um olhar sobre as experiências de sujeitos queer no contexto das quadrilhas juninas do Ceará. Anais do 44º Encontro Nacional da ANPOCS, remoto, v. 44, p. 1-19, dez. 2020. Disponível em: https://www.anpocs.com/index.php/encontros/papers/44-encontro-anual-da-anpocs/gt-32/gt01-24. Acesso em: 15/10/2020.

CHIANCA, Luciana. A festa do interior: São João, migração e nostalgia em Natal no século XX. Natal: EDUFRN, 2006.

CHIANCA, Luciana. Quadrilha junina e cidade, mercado e beleza da obra. Revista Mundaú, Maceió, n. 5, p. 126-141, abr. 2018. Disponível em: https://www.seer.ufal.br/index.php/revistamundau/article/view/5371. Acesso em: 20/09/2021.

COLLING, Leandro. O que performances e seus estudos têm a ensinar para a teoria da performatividade de gênero?. Urdimento-Revista de Estudos em Artes Cênicas, v. 1, n. 40, abr. 2021. Disponível em: https://www.revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/1-19. Acesso em: 20/05/2022.

COLLING, Leandro; ARRUDA, Murilo Souza; NONATO, Murillo Nascimento. Perfechatividades de gênero: a contribuição das fechativas e afeminadas à teoria da performatividade de gênero. cadernos pagu, v. 57, p. 1-34, dez. 2019. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/cadpagu/article/view/8658138. Acesso em: 25/05/2022.

DAWSEY, John. Descrição tensa (Tension-Thick Description): Geertz, Benjamin e Performance. Revista de Antropologia, São Paulo, v. 56, n. 2, p. 291-320, jun. 2013. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/ra/article/view/82470. Acesso em: 08/05/2020.

LÉLIS, Carmem. São João: festa da fertilidade da terra e do homem. Recife: Fundação de Cultura Cidade do Recife, 2003.

LÉLIS, Carmem. São João: manifestação de fé, celebração da alegria. Recife: Fundação de Cultura Cidade do Recife, 2004.

MENEZES NETO, Hugo. “O São João Também é Trans”: resenha do filme de Thiago de Castro sobre a experiência das mulheres trans nas quadrilhas juninas de Sobral-CE. REBEH, Cuiabá, v. 02, n. 03, p. 210-217, dez. 2019. Disponível em: https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/rebeh/article/view/10118. Acesso em: 30/05/2021.

MENEZES NETO, Hugo. Música e festa na perspectiva das quadrilhas juninas de Recife. Revista Anthropológicas, Recife, v. 26, n. 1, p. 103-133, mar. 2015. Disponível em: https://periodicos.ufpe.br/revistas/revistaanthropologicas/article/view/23907. Acesso em: 25/05/2021.

MENEZES NETO, Hugo. O balancê no arraial da capital: quadrilha e tradição no São João do Recife. Recife, 2009.

NOLETO, Rafael da Silva. Casamento em performance, parentesco em questão: gênero e sexualidade no São João de Belém, Pará. cadernos pagu, Campinas, n. 51, p. 1-49. mar. 2017. Disponível em: https://www.scielo.br/j/cpa/a/wBxG3xny43YPmbcwTPbWNFn/?lang=pt. Acesso em: 15/05/2020.

RIBEIRO, Heloisa. Rotas da fé: festas juninas. Caderno Virtual de Turismo, Rio de Janeiro, v. 2, n. 3, p. 24-35, jun. 2002. Disponível em: http://www.ivt.coppe.ufrj.br/caderno/index.php/caderno/article/view/19. Acesso em: 12/03/2020.

RUEDA, Carlos Velazquez. Mídia: Novo totem para um casamento dessacralizado – um enfoque sobre a quadrilha junina. Rev. Humanidades, Fortaleza, v. 21, n. 2, p. 132-150, dez. 2006. Disponível em: https://periodicos.unifor.br/rh/article/view/538. Acesso em: 21/02/2020.

SCHECHNER, Richard. Pontos de contato entre o pensamento antropológico e teatral. Cadernos de Campo, São Paulo, v. 20, n. 20, p. 213-236, jan/dez. 2011. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/cadernosdecampo/article/view/36807. Acesso em: 15/07/2022.

TROTTA, Felipe. O forró eletrônico no Nordeste: um estudo de caso. Intexto, Porto Alegre, n. 20, p. 102-116, out. 2009. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/intexto/article/view/10321. Acesso em: 07/04/2020.

TURNER, Victor. Liminal ao liminoide: em brincadeira, fluxo e ritual-um ensaio de simbologia comparativa. Mediações, Londrina, v. 17, n. 2, p. 214-257, jul/dez. 2012. Disponível em: https://www.uel.br/revistas/uel/index.php/mediacoes/article/view/14343. Acesso em: 15/07/2022.

ZAMITH, Rosa Maria. A dança da quadrilha na Cidade do Rio de Janeiro: sua importância na sociedade oitocentista. Textos escolhidos de cultura e arte populares, Rio de Janeiro, v. 4, n. 1, p. 113-132, mai. 2007. Disponível em: https://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/tecap/article/view/12611/9791. Acesso em: 06/03/2020.

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2022 Proa: Revista de Antropologia e Arte

Downloads

Não há dados estatísticos.