Memória e Patrimônio: Reflexões em Torno dos Comércios Tradicionais Curitibanos
PDF

Como Citar

PIRES, Rita. Memória e Patrimônio: Reflexões em Torno dos Comércios Tradicionais Curitibanos. Proa: Revista de Antropologia e Arte, Campinas, SP, v. 3, 2011. DOI: 10.20396/proa.v3i.16448. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/proa/article/view/16448. Acesso em: 20 abr. 2024.

Resumo

-
https://doi.org/10.20396/proa.v3i.16448
PDF

Referências

Albino, Nanani. Um corte na memória da cidade.Jornal O Correio de Notícias, 28 fev. 1986.

Augé, Marc. O sentido dos outros. Atualidades da Antropologia. Petrópolis: Vozes, 1999.

Bachelard, Gaston. A poética do espaço. São Paulo: Martins Fontes, 1993.

________________. Charles Baudelaire. Um lírico no auge do capitalismo. São Paulo: Brasiliense, 1989. Obras Escolhidas III.

Bosi, Ecléa. Memória e sociedade. Lembranças de velhos.São Paulo: Companhia das Letras, 1994. 12. ed. 2004.

_________________. O tempo vivo da memória: ensaios de psicologia social.São Paulo: Ateliê, 2003.

Camargo, Iberê. Disponível em: <http://iberecamargo.uol.com.br/>. Acesso em: jul. 2006.

Cardoso, Ciro Flamarion. Repensando a construção do espaço. Revista de História Regional, v 3, n. 1, 1998.

Carlos, Ana Fabri Alessandri. Espaço-tempo na metrópole – a fragmentação da vida cotidiana. São Paulo: Contexto, 2001.

Diaz, Marilia. Cartografias da memória. In: Pires, Rita. Espaços curitibanos – Homenagem a antigos comércios. Catálogo de Exposição. Curitiba: Artes e Textos, 2006.

Domenèch, Miguel; Iñiquez, Lupicinio; Tirado, Francisco. George Herbert Mead y la psicología social de los objetos. Revista Psicologia & Sociedade, 15, n. 1, Porto Alegre, 2003.

Fernandes, José Carlos. O arquipélago de Curitiba. Gazeta do Povo, Curitiba, 25 mar. 2007.

Folha do Comércio, A história continua… Curitiba, 1 jul. 1990.

Franco, Anna Paula. O passado em mínimas proporções. Gazeta do Povo, Curitiba, 11 mar. 2007.

Frochtengarten, Fernando. Memória e colonização em Carlos Drummond de Andrade. Revista Psicologia & Sociedade, 16, set./dez. 2004.

Galindo, Rogério. W. Somos todos surdos?Cultura G: Gazeta do Povo. Curitiba, 21 jul. 2006.

Gonçalves, José R. S. Ressonância, materialidade e subjetividade: as culturas como patrimônio. Revista Horizontes Antropológicos. Porto Alegre, ano 11, n. 23, jan./jun. 2005.

Hernández, Felisberto. O cavalo perdido e outras histórias. São Paulo: Cosac Naify, 2006.

Hillman, James. Entre vistas: conversas com Laura Pozzo sobre psicoterapia, biografia, amor, alma, sonhos, trabalho, imaginação e o estado da cultura. São Paulo: Summus, 1989.

Jornal O Estado do Paraná. Comércio nasce com os tropeiros. 29 mar. 1979.

Kessel, Zilda. Memória e memória coletiva.Disponível em: .

Lacan, Jacques. Os quatro conceitos fundamentais da psicanálise. O seminário, livro 11.Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1979.

Leal, Miguel. O museu como dispositivo ficcional na obra de Marcel Broodthaers. Revista de Comunicação e Linguagens, n. 32. Lisboa, jul. 2003.

Macedo, Rafael G. Freguês de caderno.Curitiba: Fundação Cultural,Boletim Informativo 8, ano 2, fev. 1975.

Marina, José Antonio. Teoria da Inteligência criadora. Lisboa: Caminho,1995.

Nascimento Jr., Osvaldo. Curitiba 300 anos de comércio lojista. Curitiba: Neoprint, 1993.

Peixoto, Nelson Brissac. O olhar do estrangeiro. In:Novaes, Adauto et al. O olhar. São Paulo: Companhia das Letras, 1988.

Pessoa, F. Fernando pessoa: obras em prosa. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 1986.

________. O eu profundo e os outros. São Paulo: Nova Fronteira, 1994.

Silveira, Flávio L. A.; Lima, Manuel F. Por uma antropologia do objeto documental: entre “a alma nas coisas” e a coisificação do objeto. Porto Alegre: Horizontes Antropológicos, v. 11, n. 23, jun. 2005.

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2016 PROA - Revista de Antropologia e Arte

Downloads

Não há dados estatísticos.