Contribuição à reapreciação crítica da Eneida de Odorico Mendes

Autores

  • Paulo S. Vasconcellos Universidade Estadual de Campinas

Palavras-chave:

Odorico Mendes. Língua clássica. Poesia. Eneida.

Resumo

As considerações a serem expostas neste artigo são, em grande parte, conclusões de uma pesquisa que o grupo de trabalho "Odorico Mendes", do Instituto de Estudos da Linguagem da Unicamp, vem realizando há algum tempo, com vistas à publicação de uma edição comentada da Eneida odoricana. Os nomes dos membros do grupo, por nós coordenado, serão elencados ao final deste artigo e o que passamos a expor deve ser considerado como fruto comum de seu labor. Obviamente, grande parte do que será aqui exposto não tem pretensão a ineditismo, mas mesmo algo do que se repete nestas páginas recebe uma exemplificação original.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Paulo S. Vasconcellos, Universidade Estadual de Campinas

Prof. Dr. do Depto de Linguística do IEL

Referências

BARRETO, João Franco. Eneida portuguesa. Lisboa, Imprensa Nacional-Casa da Moeda, 1981.

CAMPOS, Haroldo de. "Da Tradução como Criação e como Crítica" in Metalinguagem, São Paulo, Cultrix, 1976.

CANDID O, Antonio. Formação da literatura brasileira. São Paulo, Itatiaia-Edusp, 1975, v. I.

CARO, Annibal. Publio Virgilio Marone. Eneide. Novara, Club del Libro, 1968.

ELÍSIO, Filinto. Poesias. Selecção, prefácio e notas do prof. José Pereira Tavares. Lisboa, Livraria Sá da Costa, 1941.

MARTINS, Wilson. História da inteligência brasileira. São Paulo, Cultrix, 1977, vol. III.

MENDES, Odorico. Eneida brazileira ou tradução poetica da epopéa de Publio Virgilio Maro. Paris, Na typographia de Rignoux, 1854.

MENDES, Odorico. Virgilio brazileiro ou traducção do poeta latino por Manuel Odorico Mendes. Paris, Na typographia de W. Remquet et ca., 1858.

RODRIGUES, Antônio Medina. Introdução a Odorico Mendes: poética da Eneida Brasileira. São Paulo, FFLCH da USP, 1977 (dissertação de mestrado inédita).

RODRIGUES, Antônio Medina. Odorico Mendes: Tradução da épica de Virgílio e Homero. São Paulo, FFLCH da USP, 1980 (tese de doutorado inédita).

ROMERO, Sílvio. História da literatuta brasileira. 4a.ed., Rio de Janeiro, José Olympio, 1949, tomo III.

SILVA, Innocencio Francisco da. Diccionario bibliographico portuguez. Lisboa, Imprensa Nacional, 1862, tomo VI.

THILO, Georg & HAGEN, Hermann. Servii grammatici qui feruntur in Vergilii carmina commentarii. Hildesheim, Georg Olms, 1986, vol. I.

VIRGILE. Énéide. Texte établi et traduit par Jacques Perret. Troisième tirage. Paris, Les Belles Lettres, 1992, tome I; 1989, tome II e III.

WILLIS, J. Repetition in Latin poetry. Figures of allusion. Oxford, Clarendon Press, 1996.

Downloads

Publicado

2012-12-17

Como Citar

Vasconcellos, P. S. (2012). Contribuição à reapreciação crítica da Eneida de Odorico Mendes. Phaos: Revista De Estudos Clássicos, (1). Recuperado de https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/phaos/article/view/9595

Edição

Seção

Artigos