Modelos de Antiguidade na teoria musical do Tardo-Renascimento. De Pitágoras a Aristóxeno de Tarento

Authors

  • Maya Suemi Lemos Univesidade do Estado do Rio de Janeiro

DOI:

https://doi.org/10.20396/figura.v5i2.9983

Abstract

Em seu tratado L’Antica musica ridotta alla moderna prattica, de 1555, o compositor e teórico da música italiano Nicola Vicentino(1511 –c. 1576) inicia o proêmio à segunda e principal parte do volume, o Libro della Prattica Musicale,afirmando: “Assim como a finalidade da ciência especulativa é a verdade da própria ciência, a finalidade da [ciência] prática são as ações e demonstrações da arte”2.

Downloads

Download data is not yet available.

Published

2019-08-14

How to Cite

Lemos, M. S. (2019). Modelos de Antiguidade na teoria musical do Tardo-Renascimento. De Pitágoras a Aristóxeno de Tarento. Figura: Studies on the Classical Tradition, 5(2), 201–233. https://doi.org/10.20396/figura.v5i2.9983