As quatro estações do ano nas artes visuais

da representação alegórica à imersão na paisagem

Authors

Keywords:

Iconography of the four seasons, Jacques-Félix Frédéric Hartmann (1822-1880), Eugène Delacroix (1798-1863), Jean-François Millet (1814-1875), Claude Monet (1840-1926), Allegory (Pictorial genre), Landscape (Pictorial genre), Contemporary art

Abstract

Este artigo investiga a mudança de orientação na representação do tema tradicional das quatro estações do ano, na segunda metade do século XIX e no contexto da arte ocidental, da alegoria e da narrativa mitológica a ela associada para a paisagem, com foco na observação e imersão do artista na natureza. Essa transição é situada, de modo emblemático, nas encomendas das quatro estações que o industrial francês Frédéric Hartmann dirigiu aos pintores Eugène Delacroix e Jean-François Millet, nos anos 1850 e 1860. Posteriormente, nas séries de Claude Monet dos anos 1890, verifica-se uma ruptura com a própria ideia de um “tema”, em favor de um processo de tematização das estações. A última parte do artigo discute algumas obras contemporâneas que dão continuidade a essas abordagens modernas.

Downloads

Download data is not yet available.

Author Biography

Luciana Lourenço Paes, Universidade Estadual de Campinas

Doutora em História da Arte pela Universidade Estadual de Campinas, com estágio de pesquisa na École des Hautes Études en Sciences Sociales (EHESS), Paris, financiado pela FAPESP.

References

Arquivos municipais, Munster, França.

Arquivos do Cabinet des Dessins, Museu do Louvre.

BENJAMIN, Walter. As origens do drama barroco alemão [1928], trad. Sérgio Paulo Rouanet. São Paulo: Brasiliense, 1984.

BURTY, Phillipe. Théodore Rousseau, Gazette des Beaux-Arts, Paris, tome XXIV, 1er avril 1868.

DAL CO, Francesco. Tadao Ando: complete works. London: Phaidon Press, 2000.

DE PILES, Roger. Cours de peinture par principes. Paris: Jombert, 1766.

DURAND-RUEL, Paul (expert) ; SILVESTRE, Théophile (notice), Dessins de Millet provenant de la collection de M. Émile Gavet, 11 et 12 juin 1875, Hôtel Drouot, Paris.

DURET, Théodore. Histoire des peintres impressionnistes. Paris: H. Floury, 1906.

FREUD, Sigmund. O futuro de uma ilusão (1927). In: ____. Obras completas, vol. 17 (1926 1929). Trad. Paulo César de Souza. São Paulo: Companhia das Letras, 2014.

GOMBRICH, Ernst. Arte e ilusão. 4ª ed. Trad. Raul de Sá Barbosa. São Paulo: Martins Fontes, 2007.

GEFFROY, Gustave. La vie artistique. v. 1. Paris: Dentu, 1892.

GEORGEL, Chantal. Millet. Paris: Citadelles & Mazenod, 2014.

HUYSSEN, Andreas. O jardim como ruína. In: ____. Culturas do passado-presente: modernismos, artes visuais, políticas da memória. Trad. Vera Ribeiro. Rio de Janeiro: Contraponto, Museu de Arte do Rio, 2014, pp. 83-90.

MOREAU-NÉLATON, Étienne, Millet raconté par lui-même, t. II, Paris, Henri Laurens, 1921.

OCHIAI, Momoko. Die Tages- und Jahreszeitenzyklen von Caspar David Friedrich. Frankfurt: Peter Lang (PL Academic Research), 2015.

SHIRANE, Haruo. Japan and the culture of the four seasons: nature, literature, and the arts. New York: Columbia University Press, 2012.

TUCKER, Paul Hayes. Monet in the ‘90’s: the series paintings. Boston: Museum of Fine Arts; New Haven: Yale University Press, 1989.

VALENCIENNES, Pierre-Henri. Éléments de perspective pratique… Paris: chez l’auteur, Dusenne, Duprat, 1799.

WILDENSTEIN, Daniel. Claude Monet. 4 v. Köln: Taschen, Wildenstein Institute, 1995-1996.

Downloads

Published

2021-07-15

How to Cite

Paes, L. L. (2021). As quatro estações do ano nas artes visuais: da representação alegórica à imersão na paisagem. Figura: Studies on the Classical Tradition, 9(1), 125–148. Retrieved from https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/figura/article/view/15763