Iconografia e dinâmica de movimento em imagens romanas que figuram a velificatio

Authors

Keywords:

Velificatio, Movimento, Roma

Abstract

O tema do presente artigo é o estudo da velificatio e suas aplicações durante fins do século I a.C ao III d.C. O que se pretende realizar é uma análise da plasticidade da velificatio, levando em consideração a dimensão de movimento ou suspensão dele nas imagens representadas, seus usos, preâmbulos, conexões e as reificações aos quais esse símbolo esteve submetido.

A delimitação temporal e a localização das imagens foram escolhidas de maneira a inserir a pesquisa no contexto de um sistema visual próprio da Roma imperial (ZANKER, 2010, p. 67) [1]·. As imagens escolhidas procuram atender a suportes diferentes, são alegorias de divindades femininas e um retrato. Serão discutidas a imagem das velificantes do Ara Pacis, o afresco da Mênade de Casa de Naviglio, de Pompeia, um altar funerário com cena do Rapto de Proserpina e o Sarcófago com retrato de casal.  Os dois principais questionamentos a serem discutidos são: Quais dispositivos pelos quais a velificatio poderia se servir para representar o movimento? E quais as diferenças e aproximações possíveis de significado que essa iconografia desenvolveu na dinâmica das imagens analisadas?

 

[1] ZANKER, P. Roman Art. Trad. Henry. Heitmann-Gordon. Los Angeles: J. Paul Getty Trust Publications, 2010.

Downloads

Download data is not yet available.

Author Biography

Jaqueline Souza Veloso, Universidade Federal de Minas Gerais

Doutoranda do programa de História da UFMG, bolsista CAPES.

References

CUTTING, J. E. “Representing motion in a static image: constraints and parallels in art, science, and popular culture.” Perception, No. 31, 1165-1193, 2002.

GANLINKSY, K. “Venus in a Relief of the Ara Pacis Augustae”. American Journal of Archaeology, Vol. 70, No. 3 (Jul.) 1966, p. 223-243.

GOMBRICH. The Image and the Eye. Ithaca,NY: Cornell University Press, 1982, p. 40.

GRUMMOND, N. “Pax Augusta and the Horae on the Ara Pacis Augustae”. American Journal of Archaeology, Vol. 94, No. 4 (Oct), 1990, p. 663-677.

HÖLSCHER, T. The Language of Images in Roman Art. Cambridge: Cambridge University Press, 2004.

MATZ. “Der Gott auf dem Elefantenwagen”. Abhandlungen der Geistesund Sozialwissenschaftlichen Klasse, No. 10, 1952, p. 720-76.

NATHER e BUENO. “Tempo subjetivo e percepção de movimento em obras de arte”. Estudos de Psicologia, Nº 11(3), 2006, p. 265-274.

OVID. Art of Love & Other Poems. Trad. J. H. Mozley. Harvard: Harvard University Press, 1929.

PLINIO. Storia Naturele V. Mineralogia e Storia dell’Arte. Libri 33-37. Trad. Antonio Corso, Rossana Mugellesi, Gianpiero Rosati. Ed. Einaudi Editore. Torino, 1988.

REHAK. Imperium and cosmos: Augustus and the northern Campus Martius. Wiscosin: University of Wisconsin Press, 2006.

RIZZO. “Aurae velificantes”. Bullettino della commissione archeologica del Governatorato di Roma, 67, 1939.

SPAETH. The Goddess Ceres in the Ara Pacis Augustae and the Carthage Relief. American Journal of Archaeology, Vol. 98, No. 1 (Jan.), 1994, pp. 65-100.

ZANKER, P. Roman Art. Trad. Henry. Heitmann-Gordon. Los Angeles: J. Paul Getty Trust Publications, 2010.

WARBURG. Histórias de fantasmas para gente grande. Escritos, esboços e conferências. São Paulo: Companhia das Letras, 2015.

WELCH. Tarpeia: workings of a Roman myth. Ohio: Ohio State University Press, 2015.

Downloads

Published

2021-07-15

How to Cite

Veloso, J. S. (2021). Iconografia e dinâmica de movimento em imagens romanas que figuram a velificatio . Figura: Studies on the Classical Tradition, 9(1), 1–15. Retrieved from https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/figura/article/view/15397