Tendência das disciplinas de química geral no Brasil

Autores

  • Janaína César Universidade Estadual de Campinas
  • João Carlos de Andrade Universidade Estadual de Campinas
  • Terezinha Ribeiro Alvim Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/chemkeys.v0i4.9660

Palavras-chave:

Educação em Química. Cursos de graduação. Química Geral. IES. Educação em Química.

Resumo

Como a Química é uma ciência em constante evolução, a disciplina de Química Geral oferecida pelas Instituições de Ensino Superior (IES) deve refletir esse fato. Algumas alternativas para o ensino de Química Geral têm sido propostas em outros países, mas pouco se conhece sobre o que vem sendo ensinado no Brasil, tanto no aspecto teórico como no experimental. Sendo assim, uma pesquisa foi realizada durante o primeiro semestre de 2004 junto as IES brasileiras, para obter informações sobre a disciplina de Química Geral. Baseado nos dados obtidos, foi possível apresentar uma visão geral da situação atual dessa disciplina no Brasil.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Janaína César, Universidade Estadual de Campinas

Instituto de Química

João Carlos de Andrade, Universidade Estadual de Campinas

Instituto de Química

Terezinha Ribeiro Alvim, Universidade Estadual de Campinas

Instituto de Química

Referências

da Silva, R. R.; Botomé, S. P.; de Souza, D. G., “Ensino de Química Geral na universidade: Relato de uma experiência para definição de objetivos de ensino”, Quim. Nova., 1986, 9: 80-89.

Pauling, L., “Química Geral”, Ao Livro Técnico S. A., Rio de Janeiro, 1972.

Silva, S. M.; Eichler, M. L.; Del Pino, J. C., “As percepções dos professores de química geral sobre a seleção e a organização conceitual em sua disciplina”, Quim. Nova., 2003, 26: 585-594.

Folgueraz-Dominguez, S., “Distribuição sequencial de disciplinas no currículo de química”, Quim. Nova., 1985, 8: 341-352 .

Rodrigues, J. F.; Jucá, M. E. W., “Reflexões sobre a utilização de metodologias alternativas para o ensino de Química Geral”, Quim. Nova., 1993, 16: 60-62.

Campos, R. C.; Godoy, J. M., “Meio ambiente: Um novo enfoque para cursos de Química Geral – Relato de uma experiência”, Quim. Nova., 1996, 19: 433- 439.

Vianna, J.F.; Sleet, R. J.; Johnstone, A. H., “The use of mini-projects in an undergraduate laboratory course in chemistry”, Quim. Nova., 1999, 22: 138- 142.

Nuñez, I. B.; Pacheco, O. G., “La estructuracion de los contenidos de la disciplina Quimica General. Una nueva propuesta”, Quim. Nova., 1996, 19: 558-562.

Filho, P. F. S., “Uma disciplina teórica de química para os alunos ingressantes no curso de graduação em química”, Quim. Nova, 2000, 23: 699-702.

http://www.mec.gov.br/sesu/ies.shtm (acessado no 1o semestre de 2004).

http://educaterra.terra.com.br/educacao (acessado no 1o semestre de 2004).

Russel, J. B., “Química Geral”, Editora McGrawHill, São Paulo, 1994. 1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10. 11. 12.

Silva, R.R.; Bocchi, N.; Rocha-Filho, R.C., Introdução à Química Experimental. São Paulo: Editora McGraw-Hill, 1990.

Constantino, M. G.; da Silva, G. V. J. e Donate, P. M., “Fundamentos de Química Experimental”, Editora da Universidade de São Paulo, São Paulo, 2004.

Downloads

Publicado

2018-09-17

Como Citar

César, J., Andrade, J. C. de, & Alvim, T. R. (2018). Tendência das disciplinas de química geral no Brasil. Revista Chemkeys, (4), 1–10. https://doi.org/10.20396/chemkeys.v0i4.9660

Edição

Seção

Textos de Apoio