O uso do gráfico de resíduos no modelamento de dados químicos

Autores

  • Aline Renée Coscione Universidade Estadual de Campinas
  • Audrey de Arruda Falcão Universidade Estadual de Campinas
  • João Carlos de Andrade Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/chemkeys.v0i4.9616

Palavras-chave:

Superfície de respostas. Análise de variância. ANOVA. Otimização multivariada. Gráfico de resíduos. Planejamento experimental modelamento.

Resumo

Nesse trabalho empregou-se o método da análise de superfície de reposta para otimizar a resposta catalítica do Mo(VI) na reação de oxidação de íons iodeto pela água oxigenada, obtidas pelo método do tempo fixo. A absorbância da reação não catalítica e da ação catalítica do Mo(VI), o delta, foram modeladas. Isso foi feito de forma detalhada para ilustrar a importância da avaliação cuidadosa dos resultados, o que nem sempre é destacado devido ao rigor matemático necessário e à dificuldade dos usuários das técnicas multivariadas em lidar com essa linguagem. O exemplo apresentado neste trabalho mostra que apenas a análise de variância (ANOVA) não é um critério suficiente para a seleção de um modelo, que pode descrever um determinado conjunto de dados, sendo imprescindível que a análise do gráfico dos resíduos também seja feita, mantendo-se uma visão crítica dos resultados obtidos. Os vinte e quatro ensaios do planejamento fatorial inicialmente empregados no modelamento (doze na ausência e doze na presença de molibdênio), e posteriormente estendidos a um planejamento estrela (oito ensaios), podem ser realizados numa aula experimental de 4 a 6 horas, permitindo sua inclusão num curso experimental para a graduação, introduzindo o uso de métodos multivariados de otimização. O emprego de um procedimento de extração do iodo gerado in situ permite ainda “congelar” a reação catalítica num tempo de reação pré-determinado, permitindo a realização de um número elevado de experimentos de maneira eficiente através do processo em batelada, tornando possível a obtenção dos dados necessários à construção dos modelos matemáticos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Aline Renée Coscione, Universidade Estadual de Campinas

Instituto de Química

Audrey de Arruda Falcão, Universidade Estadual de Campinas

Instituto de Química

João Carlos de Andrade, Universidade Estadual de Campinas

Instituto de Química

Referências

“Métodos de Otimização em Quimica”, In: Planejamento Experimental e Otimização, em http:// www.chemkeys.com. Acessado em 15/09/2005.

Bruns,R.E.; Andrade,J.C. de ;Reis,C. e Nakai,D., “Is statistical lack of fit a reliable criterion for chemical complexity?”, Chemom. Intell. Lab Sys., 1996, 33: 159-166.

Barros Neto, B.; Scarmínio, I.S.; Bruns, R.E., Como Fazer Experimentos: Pesquisa e Desenvolvimento na Ciência e na Indústria. Editora da Unicamp: Campinas, 2002.

Box, G. E. P.; Hunter, W. G.; Hunter, I. S., In: Statistics for Experimenters: an Introduction to Design, Data Analysis and Model Building; Bradley, R. A., Hunter, J. S., Kendall, D. G., and Watson, G. S., (Eds.); Wiley Series in Probability and Mathematical Statistics, Wiley: New York, Cap. 10, 1978.

Yatsimirskii, K. B., In Kinetic Methods of Analysis; Belcher, R.; Gordon, L. (Eds.); International Series of Monographs in Analytical Chemistry, Pergamon Press: London, 1966.

Piper, C. S.; Beckwith, R. S., “A new method for determination of small amounts of molybdenum in plants”, J. Soc. Chem. Ind., 1948, 67: 374-379.

Hadjiioannou, T. P., “Microdetermination of molybdenum by an automatic reaction-rate method”, Anal. Chim. Acta., 1966, 35(3): 360-364.

de Andrade, J. C.; Eiras, S. P; Bruns, R. E., “Study of the molybdenum(VI) catalytic response in the oxidation of iodide by hydrogen peroxide using a monosegmented continuous-flow system”, Anal. Chim. Acta., 1991, 255(1): 149-155.

Baccan, N.; de Andrade, J.C.; Godinho, O. E. S.; Barone, J. S., Química analítica quantitativa elementar. 3ª ed. revisada, 3a reimpressão, São Paulo: Edgar Blücher, 2005.

Analytical Methods Committee, “Recommendations for the definition, estimation and use of the detection limit”, Analyst., 1987, 112: 199-204

Downloads

Publicado

2018-09-17

Como Citar

Coscione, A. R., Falcão, A. de A., & Andrade, J. C. de. (2018). O uso do gráfico de resíduos no modelamento de dados químicos. Revista Chemkeys, (4), 1–11. https://doi.org/10.20396/chemkeys.v0i4.9616

Edição

Seção

Experimentos