Resultados iniciais de aplicação de um questionário de autopercepção do processamento auditivo em escolares, pais e professores

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/revpibic2720192160

Palavras-chave:

Processamento auditivo central, Triagem, Questionário

Resumo

O uso de questionários e checklists tem sido recomendado na literatura como um instrumento complementar na triagem de escolares de risco para o Transtorno do Processamento Auditivo Central (TPAC), pois este pode interferir negativamente no aprendizado. Desse modo, verifica-se a necessidade de uma triagem auditiva que avalie as habilidades auditivas. O objetivo deste estudo foi descrever o desempenho de escolares entre 6 a 9 anos em um questionário de autopercepção e comparar com a percepção dos pais e professores. Concluiu-se que as crianças, pais e professores do grupo com dificuldade escolar apresentaram piores percepções em relação ao comportamento auditivo, sendo o questionário adequado na diferenciação dos grupos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Beatriz Tambascia, Universidade Estadual de Campinas

Aluna de graduação da Universidade Estadual de Campinas.

Maria Amaral, Universidade Estadual de Campinas

Docente da Universidade Estadual de Campinas.

Nádia de Carvalho, Universidade Estadual de Campinas

Universidade Estadual de Campinas.

Tamíris Oliveira, Pontifícia Universidade Católica de Campinas

Pontifícia Universidade Católica de Campinas.

Referências

TAMBASCIA, B.; AMARAL, M.; CARVALHO, N. DE; OLIVEIRA, T. Resultados iniciais de aplicação de um questionário de autopercepção do processamento auditivo em escolares, pais e professores. Revista dos Trabalhos de Iniciação Científica da UNICAMP, n. 27, p. 1-1, 9 jan. 2019.

Downloads

Publicado

2019-01-09

Como Citar

TAMBASCIA, B.; AMARAL, M.; CARVALHO, N. de; OLIVEIRA, T. Resultados iniciais de aplicação de um questionário de autopercepção do processamento auditivo em escolares, pais e professores. Revista dos Trabalhos de Iniciação Científica da UNICAMP, Campinas, SP, n. 27, p. 1–1, 2019. DOI: 10.20396/revpibic2720192160. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/eventos/index.php/pibic/article/view/2160. Acesso em: 23 jul. 2021.