Políticas de vigilância epidemiológica do CECOM frente à pandemia de covid-19
Capa do Eixo 5, sobre Saúde e Qualidade de Vida
PDF

Palavras-chave

Vigilância epidemiológica
Covid-19
Pandemia

Categorias

Como Citar

PAGAMICCE, Leila Tassia et al. Políticas de vigilância epidemiológica do CECOM frente à pandemia de covid-19 . Congresso dos Profissionais das Universidades Estaduais de São Paulo, Campinas, SP, n. 2, p. e023031, 2023. DOI: 10.20396/conpuesp.2.2023.5176. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/eventos/index.php/conpuesp/article/view/5176. Acesso em: 20 maio. 2024.

Resumo

Introdução: O Centro de Saúde da Comunidade (CECOM) da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) reagiu à pandemia de Covid-19 com a reestruturação ágil de suas operações. Após o primeiro caso brasileiro em 26/02/2020 e a suspensão de atividades não essenciais, o CECOM redirecionou seus profissionais para combater a doença na universidade. Objetivo: Relatar a experiência na implementação de ações de vigilância epidemiológica, estabelecendo protocolos para identificação precoce de casos e surtos, operacionalizando a imunização e facilitando o retorno seguro às atividades. Metodologia: Relato de experiência do CECOM no enfrentamento à pandemia de covid-19 utilizando dados coletados do período de 05/03/2020 a 30/09/2023. Resultados: O CECOM emitiu orientações, treinou equipes, participou de grupos de apoio técnico, elaborou protocolos, realizou testes, monitorou casos e lançou um aplicativo educacional. Foram notificados 40,904 casos suspeitos, dos quais 11,085 (29,4%) foram positivos para Covid-19. A equipe aplicou 42,810 doses de vacina e acompanhou 308 (1,09%) eventos adversos pós vacinação. O CECOM colaborou estreitamente com órgãos internos e externos à UNICAMP, estabelecendo-se como serviço de referência na luta contra a Covid-19. Conclusão: Reconhecimento interno e externo como serviço de referência em atendimento básico à covid-19, o que vem legitimar a missão a qual se destina.

https://doi.org/10.20396/conpuesp.2.2023.5176
PDF

Referências

BRASIL. Ministério da Saúde, 26 de fev. 2020. Brasília. Disponível em: <https://www.gov.br/pt-br/noticias/saude-e-vigilancia-sanitaria/2020/02/brasil-confirma-primeiro-caso-do-novo-coronavirus>. Acesso em 04 out. 2023.

BRASIL. Ministério da Saúde, 21 de mar. 2020. Brasília. Disponível em: <https://www.gov.br/saude/pt-br/assuntos/noticias/2020/marco/ministerio-da-saude-declara-transmissao-comunitaria-nacional>. Acesso em 04 out. 2023.

WIERSINGA, W. Joost et al. Pathophysiology, transmission, diagnosis, and treatment of coronavirus disease 2019 (COVID-19): a review. Jama, v. 324, n. 8, p. 782-793, 2020. Disponível em: <https://jamanetwork.com/journals/jama/article-abstract/276839>. Acesso em 04 out. 2023.

WHO. World Health Organization, 11 de mar 2020. Disponível em: https://www.who.int/director-general/speeches/detail/who-director-general-s-opening-remarks-at-the-media-briefing-on-covid-19---11-march-2020>. Acesso em 04 out. 2023.

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2023 Leila Tassia Pagamicce, Rôse Clélia Grion Trevisane, Rogério Terra do Espirito Santo, Lila Léa Cruvinel, Rosemeire Aparecida Jonior Ferreira, Edite Kazue Taninaga, Flávia Monfardini Gregatto, Victor Leal de Almeida, Inajara de Cássia Guerreiro, Hamilton Bertan, Mayara de Freitas Pereira, Maria Helena Postal Pavan (Autor)

Downloads

Não há dados estatísticos.