O reuso de bombonas de ortopolifosfato de sódio para o correto armazenamento de resíduos químicos
Capa do Eixo 4, sobre Sustentabilidade
PDF

Palavras-chave

Armazenamento
Resíduos
Gerenciamento
Entreposto

Categorias

Como Citar

FEITOZA, Antonio Carlos; SITANAKA, Mario Hirochi; SILVA, Ralph Moreira da. O reuso de bombonas de ortopolifosfato de sódio para o correto armazenamento de resíduos químicos. Congresso dos Profissionais das Universidades Estaduais de São Paulo, Campinas, SP, n. 2, p. e023187, 2023. DOI: 10.20396/conpuesp.2.2023.5117. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/eventos/index.php/conpuesp/article/view/5117. Acesso em: 30 maio. 2024.

Resumo

Introdução:O uso de recipientes apropriados para que possa ser feito o armazenamento e posteriormente o gerenciamento de resíduos químicos gerados em laboratórios didáticos e de pesquisas, essa é uma das ações feitas pelo laboratório de gerenciamento de resíduos químicos do campus, que reutiliza bombonas de ortopolifosfato de sódio, doadas pela empresa de abastecimento de água da cidade. Objetivo:O objetivo desse trabalho é mostrar que a reutilização de bombonas para o armazenamento de resíduos, além de um ato seguro é uma forma de minimizar os gastos com os resíduos descartados, isso impacta diretamente na quantidade do peso além da destinação ambientalmente correta dessas bombonas. Metodologia: Neste trabalho foi estudada a possibilidade do reuso de bombonas de ortopolifosfato de sódio. Através de evidências econômicas ficou comprovada a viabilidade da utilização dessas bombonas e consequentemente uma grande economia aos cofres da universidade. Resultados: A toxicidade dos resíduos armazenados, impossibilita a reutilização dos frascos. Dessa forma, os frascos de vidro utilizados para o armazenamento dos resíduos gerados também é acrescentados ao peso final dos resíduos para efeito de descarte, que significa que em cada litro de resíduo seja diminuído 1,3 kg. Conclusão:Em função do que expomos acima, conclui-se que, quando possível, a reutilização de bombonas para o armazenamento dos resíduos gerados nos laboratórios de ensino e pesquisa dessa universidade, proporciona uma considerável economia de recursos financeiros no tocante ao descarte final desses resíduos, já que as empresas especializadas na coleta e destinação de resíduos cobram, em média, R$ 21,50 por quilo de resíduo coletado.

https://doi.org/10.20396/conpuesp.2.2023.5117
PDF

Referências

NBR 16725 RESÍDUOS QUÍMICO-INFORMAÇÕES SOBRE SEGURANÇA, SAÚDE E MEIO AMBIENTE—Ficha com dados de segurança de resíduos (FDSR) e rotulagem. Rio de Janeiro: Abnt-Associação Brasileira de Normas Técnicas, 2023.

NBR 1004 RESÍDUOS SÓLIDOS-CLASSIFICAÇÃO DE PERIGO. . Rio de Janeiro: Abnt-Associação Brasileira de Normas Técnicas, 2004.

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2023 Antonio Carlos Feitoza, Mario Hirochi Sitanaka, Ralph Moreira da Silva (Autor)

Downloads

Não há dados estatísticos.