Pesquisar a comunicação da China com a América Latina

Autores

  • Pablo Sebastian Morales London School of Economics and Political Science

Palavras-chave:

Comunicação internacional, Diplomacia Pública, Jornalismo, Imagem nacional, Coproduções

Resumo

Na América Latina a maioria dos meios de comunicação não dispõe de recursos para enviar correspondentes à China. Por isso, as agências internacionais de notícias são uma das fontes principais de informação. Para mudar essa situação, a diplomacia pública tem se tornado uma das prioridades para a China. O objetivo é melhorar sua reputação internacional, espalhar sua cultura e criar soft power. Este artigo examina a evolução da estratégia internacional da China em matéria de comunicação e propõe uma série de linhas de pesquisa sobre o impacto da presença da China na América Latina. Este estudo visa contribuir para a crescente literatura sobre a diplomacia pública chinesa na América Latina e pretende estender um convite para mais pesquisadores da região prestarem atenção a este fenômeno. A primeira parte examina a pesquisa empírica existente e avalia as limitações da abordagem tradicional da China atingir a região por meio da mídia impressa e a radiodifusão. A segunda parte foca na diversificação dessa estratégia nos últimos anos e analisa as dinâmicas de cooperação entre veículos chineses e latino-americanos. A dinâmica de cooperação a través de parcerias não só ajuda a China ganhar mais plataformas para atingir maior número de pessoas, mas também fornece um maior controle sobre o jeito do país ser apresentado ao público latino-americano. Ao mesmo tempo, os parceiros latino-americanos se beneficiam com um maior acesso a informações e notícias da China, o que lhes permite mostrar uma imagem da China além da das agências internacionais de notícias.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

• Camoca, A., & Araujo, M. (2021). Desocidentalizando a Imagem Sobre a China: Um Olhar Sobre O Contra-Fluxo Midiatico Chines No Brasil. Intus-Legere Historia, 15(1), Article 1.

• Guo, C. (2017). La imagen de China en America Latina en el siglo XXI. Orientando: Temas de Asia Oriental, Sociedad, Cultura y Economia, 14, 11–44.

• Morales, P. S. (2018). Could Chinese News Channels Have a Future in Latin America? Wesminster Papers in Communication and Culture, 13(1), Article 1. https://doi.org/10.16997/wpcc.276

• Morales, P. S. (2022). China’s Communication Strategy in Latin America: From External Actor to Close Partner. In X. Zhang & C. Schultz (Eds.), China’s International Communication and Relationship Building. Routledge. https://doi.org/10.4324/9781003254157

• Morales, P. S., & Menechelli, P. (2023). Mundo China: The media partnership reframing China’s image in Brazil. International Communication Gazette, 85(1). https://doi.org/10.1177/17480485221139465

Publicado

2023-12-31

Como Citar

MORALES, Pablo Sebastian. Pesquisar a comunicação da China com a América Latina. Seminário Pesquisar China Contemporânea, Campinas, SP, n. 7, 2023. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/eventos/index.php/chinabrasil/article/view/5212. Acesso em: 14 abr. 2024.

Dados de financiamento