A política de desenvolvimento de IED na china e a rivalidade geopolítica

Autores

Palavras-chave:

Investimento Externo Direto (IED), China-US relations, Geopolítica, Desenvolvimento

Resumo

No século XXI, a República Popular da China ascendeu como um dos principais centros da economia mundial. Isto pode ser em grande parte atribuído ao processo de abertura iniciado no final da década de 1970, que sucedeu em promover a integração
da China nas Cadeias de Globais de Valor (CGV). O papel do Estado e das políticas públicas visando a modernização através da atração e regulação de investimento externo direto (IED) com transferência de tecnologia e conhecimento dos países capitalistas têm desempenhado um papel fundamental neste processo. No entanto, a ascensão do Dragão Asiático na economia mundial não passou despercebida. Embora as empresas multinacionais tenham alimentado o Dragão nas últimas quatro décadas, também têm lutado para controlá-lo. Este artigo discute a ascensão da economia chinesa e o papel da política de regulação para a entrada de IED. Aplicando a abordagem da economia política para compreender a relação entre o Estado e o mercado, analisamos o padrão e os fluxos de IED na China no contexto da rivalidade
interestatal com EUA e Europa. As nossas conclusões mostram que, apesar da
chamada guerra comercial com a China, ainda é muito cedo para afirmar que existe um
processo de dissociação (decoupling) em curso. O caso da Huawei e os
semicondutores é um caso particular, que envolve questões de segurança nacional
(security shoring) mas que não pode ser generalizado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Tomás Costa de Azevedo Marques, Universidade Federal do ABC

Doutor em Economia Política Mundial pela Universidade Federal do ABC (EPM/UFABC) com período sanduíche no King's College London, no Reino Unido. Integra o grupo de estudos sobre a China da UFABC. Possui mestrado em Integração da América Latina (PROLAM/USP). Tem experiência na área de Economia e Relações Internacionais com ênfase em desenvolvimento econômico, economia política internacional e política industrial, atuando principalmente nos seguintes temas: América Latina, dinâmicas do Sul, Cadeias Globais de Valor (CGV), Investimento externo direto (IED) e China.

Professor Doutor, Universidade Federal do ABC

Possui mestrado em Relações Internacionais pela Universidade de Amsterdam (1987) e doutorado em Sociologia pela Universidade de São Paulo (2003). Em 2020 fez uma pesquisa pos-doc na Universidade Livre de Amsterdam. Atualmente é Professor Associado na Universidade Federal do ABC (UFABC), credenciado nos Cursos de Relações Internacionais (BRI) e Ciências Econômicas (BCE), membro do corpo docente dos Programas de Pós-Graduação em Economia Política Mundial (EPM) e em Relações Internacionais (PRI). Foi Técnico em Planejamento e Pesquisa e Coordenador da área de Estudo de Economia e Política Internacional do IPEA. Atuou como professor em RI do Centro Universitário Belas Artes de São Paulo e consultor do Banco Mundial como Regional Advisor na América do Sul da Cities Alliance. Ocupou cargos na administração pública federal (na Presidência da República) e municipal (Prefeituras de São Paulo e Santo André). Tem experiência na área de Ciências Sociais, com ênfase em Relações Internacionais, atuando principalmente nos seguintes temas: Economia Política Internacional, Geopolítica da Energia, China, Política Externa Brasileira, Integração e Economia Brasileira Contemporânea. Membro do Grupo de Estudos da Conjuntura da Fundação Perseu Abramo (FPA), do Grupo de Reflexão sobre Relações Internacionais (GR-RI) e do Grupo de Conjuntura Internacional da USP (GACINT). Membro da Associação Brasileira de Relações Internacionais (ABRI).

Referências

Hung, H. (2022). Clash of Empires: From 'Chimerica' to the 'New Cold War' (Elements in Global China). Cambridge: Cambridge University Press. doi:10.1017/9781108895897

Kwan, C. H. (2019). The China–US Trade War: Deep?Rooted Causes, Shifting Focus and Uncertain Prospects. Asian Economic Policy Review. doi:10.1111/aepr.12284

Lee, J. Y., Han, E., & Zhu, K. (2022). Decoupling from China: how US Asian allies responded to the Huawei ban. Australian Journal of International Affairs, 76(5), 486-506.

Wang, Z., & Zeng, J. (2020). From economic cooperation to strategic competition: Understanding the US-China trade disputes through the transformed relations. Journal of Chinese Political Science, 25, 49-69.

Zhang, B., Zhu, H., & Zhang, J. (2023). A portrait of China’s economic transformation: from manufacturing to services. China Economic Journal, 16(1), 14-27.

Publicado

2023-12-31

Como Citar

COSTA DE AZEVEDO MARQUES, Tomás; SCHUTTE, Giorgio Romano. A política de desenvolvimento de IED na china e a rivalidade geopolítica. Seminário Pesquisar China Contemporânea, Campinas, SP, n. 7, 2023. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/eventos/index.php/chinabrasil/article/view/5209. Acesso em: 14 abr. 2024.

Dados de financiamento