A China na visão de think tanks durante o governo Trump (2017-2020)

Autores

  • Rúbia Marcussi Pontes Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP)

Palavras-chave:

Estados Unidos, China, Análise de política externa, Think tanks

Resumo

A pesquisa faz o esforço de mapear e discutir a produção de think tanks (TTs) no que tange à República Popular da China (RPC) durante o governo do presidente Donald Trump (2017-2020). As perguntas que moveram a pesquisa foram: há alguma influência de TTs na política dos EUA para a China no período elencado? Se sim, em que medida? A hipótese é que essas instituições operavam, antes da administração Trump, já no sentido de recomendar ajustes na política dos EUA para a China, ao constatar que este Estado se tornava um potencial competidor estratégico dos EUA, mas identifica-se, no período, que suas recomendações e produção nesse sentido se tornam mais proeminentes, em um contexto maior de apoio bipartidário e da opinião pública às medidas mais duras para com a China. Os TTs escolhidos para análise foram o Council on Foreign Relations (CFR), o The Asia Society Policy Institute (ASPI) e o The Heritage Foundation e os resultados obtidos demonstraram a influência desses TTs no debate público sobre o tema e a fomentação de uma percepção mais negativa sobre a China nos EUA, principalmente com um entendimento de aquele era um Estado assertivo e competidor desleal. Apesar de suas orientações ideológicas diferentes, as recomendações dos TTs estão alinhadas, com grande destaque identificado para a necessidade de expansão do mandato de instituições nacionais que pudessem observar com maior escrutínio os investimentos chineses nos EUA e para a necessidade de maiores investimentos dos EUA nas chamadas tecnologias do futuro.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Abelson, D. (2018). Do Think Tanks Matter? Assessing the Impact of Public Policy Institutes. McGill-Queen’s University Press.

Pontes, R. (2020). A China na grande estratégia dos Estados Unidos da América: da contenção à histórica política de engajamento. Dissertação de mestrado. 158 f. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas: Universidade Estadual de Campinas.

Pontes, R. (2021). Think Tanks estadunidenses e a China: a crítica homogênea na administração Trump (2017-2020). Mural Internacional, v. 12 , pp. 1-18.

Sutter, R. (2019). Trump´s China Policy: Bi-partisan Hardening, Uncertain Resolve. H-Diplo, ISFF Policy Series: America and the World: 2017 and Beyond, pp. 1-13.

United States of America. (2017). National Security Strategy of the United States of America. Washington: The White House.

Publicado

2021-11-09

Como Citar

Pontes, R. M. (2021). A China na visão de think tanks durante o governo Trump (2017-2020). Seminário Pesquisar China Contemporânea, (5). Recuperado de https://econtents.bc.unicamp.br/eventos/index.php/chinabrasil/article/view/4568