A Rota da Seda Polar e a Rota Marítima Norte

Autores

  • Pedro Allemand Mancebo Silva Universidade Federal do Rio de Janeiro

Palavras-chave:

Ártico, Geopolítica, China, Rússia

Resumo

Ao longo dos últimos anos, o progressivo degelo do Ártico, bem como a redução dos períodos de congelamento dos mares da região anunciam a possibilidade de exploração dos recursos e da navegação na região. Em janeiro de 2018, a República Popular da China lançou sua política para o Ártico, declarando a intenção de construir uma Rota da Seda Polar. O presente trabalho se debruçará sobre a presença chinesa no Ártico, buscando compreender quais são os vetores que orientam o desenvolvimento da Rota da Seda Polar, bem como a visão de outros agentes a respeito do avanço chinês sobre o Ártico. O estudo parte da hipótese de que o estabelecimento de tais rotas é importante para a segurança energética chinesa...

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Pedro Allemand Mancebo Silva, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Brasileiro, mestre em Economia Política Internacional pela UFRJ, Bacharel em Relações Internacionais, integrante do grupo de pesquisa Geopolítica Corrente do Núcleo de Avaliação de Conjuntura da Escola de Guerra Naval, contribuindo para a publicação do Boletim Geocorrente sobre a região do Ártico.

Downloads

Publicado

2020-02-13

Como Citar

SILVA, Pedro Allemand Mancebo. A Rota da Seda Polar e a Rota Marítima Norte. Seminário Pesquisar China Contemporânea, Campinas, SP, n. 3, 2020. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/eventos/index.php/chinabrasil/article/view/3156. Acesso em: 24 abr. 2024.